Com temas sensíveis aos atletas, dissertação do presidente da FENAPAF é premiada

O trabalho aborda minuciosamente a evolução do futebol profissional no Brasil, os direitos dos atletas e as alterações legislativas

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 03 - Presidente da FENAPAF, Felipe Augusto Leite decidiu abordar, em sua Dissertação de Mestrado, a necessidade de elaboração de uma Lei que trate de forma exclusiva e ampla as especificidades da profissão do Atleta de Futebol. Exímio conhecedor das necessidades da categoria, seu trabalho recebeu o Prêmio Brasil de Dissertações relacionadas ao Futebol e a Defesa dos Direitos do Torcedor- Edição 2020.

O concurso “Teses e Dissertações” foi realizado pelo Ministério da Cidadania/ Secretaria Nacional do Futebol e, além do Certificado e um Troféu, a dissertação de Mestrado “Jogador de Futebol, exceção à parte” será publicada em livro pelo Governo Federal. O resultado foi publicado nesta 3ª feira, 02 de março.

O trabalho desenvolvido aborda minuciosamente a evolução do futebol profissional no Brasil, os direitos dos atletas e as alterações legislativas que afetam a relação entre o atleta e o clube. Observa ainda a legislação vigente, destacando a Lei Pelé, atuação dos atletas e especialmente da FENAPAF no desenvolvimento de Projetos de Lei dedicados a solucionar a complexidade própria do atleta profissional de futebol sobre repouso semanal, férias ininterruptas, fadiga, horário de jogos, jogos às 11 horas, direito de arena, pré-temporada, dentre outros.