Após temporada em Portugal, Eduardo Clara retorna ao Brasil e já recebe convite

Treinador com experiência internacional recebeu proposta do Spartax, clube da segunda divisão paraibana

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 06 (AFI) - As Séries C e D do Campeonato Brasileiro caminham para reta final, mas há competições ainda terão ponta pé inicial em alguns estados do país, com as famosas 'copinhas', as quais dão vaga à Copa do Brasil de 2020.

Ainda de olho nesta temporada, Eduardo Clara analisa propostas do Brasil após retorno de Portugal. O técnico está de volta ao país natal após uma temporada na Europa, onde dirigiu o Alcanenense na Primeira Liga Nacional Sub 19 e Senior Campeonato Distrital.

Ao desembarcar em São Paulo na última semana, o profissional recebeu proposta do Spartax, clube da segunda divisão paraibana, mas não chegou a um acordo.

"Cheguei ao Brasil há uma semana. Fico contente em saber do interesse de alguns clubes, mas houve apenas uma conversa com o presidente do Spartax. Não chegamos a acertar nada. Então, continuo analisando algumas situações por novo clube ainda em 2019", comentou.

Após passagem por Portugal, Eduardo Clara volta ao Brasil com propostas do Nordeste
Após passagem por Portugal, Eduardo Clara volta ao Brasil com propostas do Nordeste

Essa foi a primeira passagem de Eduardo Clara pelo futebol português. Inclusive, havia possibilidade de uma continuação, mas o treinador preferiu retomar seus trabalhos no Brasil para depois, sim, pensar em algo mais concreto no Velho Continente, onde alcançou grande identificação.

"Foi uma boa temporada, na qual pudemos realizar nosso trabalho. Os atletas assimilaram nosso método, mas também foi muito importante para a minha carreira. Foi um grande aprendizado", garantiu o treinador.

CURRÍCULO

Com vários acessos na carreira, Eduardo Clara havia trabalhado no Santa Helena-GO em 2018 antes de embarcar para Portugal.

Ele soma passagens pelo futebol paulista no comando técnico do Atibaia - em duas ocasiões -, São Carlos e Grêmio Osasco. Em Santa Catarina, conquistou dois acessos com o Camboriú (2006 e 2011)

Ainda em solo catarinense, o técnico também dirigiu Juventus e Tubarão, enquanto, no Amazonas, teve três passagens pelo São Raimundo e Peñarol. Na Paraíba, trabalhou no Queimadense.