Técnico campeão brasileiro analisa proposta de olho em temporada 2020

Waguinho Dias faturou o título da Série D com o Brusque no ano passado

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 18 (AFI) - O mercado da bola continua a todo vapor, e as demissões de treinador acontecem a cada rodada, à medida que os Estaduais vão avançando para o segundo turno.

De olho nesta janela, Waguinho Dias, campeão da Série D do Campeonato Brasileiro de 2019, mantém conversas para assumir um clube.

O último trabalho do treinador foi no América-RN, clube pelo qual dirigiu em nove jogos, sendo sete no Campeonato Potiguar - com seis vitórias e uma derrota, justamente no clássico diante do rival ABC - e dois na Copa do Nordeste.

"Venho de sequência boa e com bons trabalhos. Mas o futebol é assim. Se não tiver resultado, infelizmente, o treinador sempre será crucificado", declarou.

"Mas a vida seque e estamos mantendo alguns contatos para que possamos voltar ao mercado. A ideia é realizar outros grandes trabalhos', emendou.

Demitido do América-RN, Waguinho Dias está à procura de novo clube
Demitido do América-RN, Waguinho Dias está à procura de novo clube

SAIBA MAIS

Enquanto atleta, Waguinho Dias iniciou nas categorias de base da Ponte Preta até chegar ao profissional e atuar com grandes ícones da Macaca.

Ele também defendeu as camisas de Mogi Mirim, Rio Branco-SP, XV de Piracicaba, Hercilio Luz-SC e Bragantino, mas encerrou carreira aos 30 anos de forma precoce.

Na função de treinador, o profissional começou a escrever história no União Barbarense-SP (base e profissional), Guarani (base e profissional).

Além disso, passou por Rio Branco-SP, Atletico Sorocaba, Sumaré-SP, Santa Rita-AL, Portuguesa Santista, Operário-MS, Senda-RJ - na segunda divisão e eleito o melhor treinador -, Galícia-BA e Internacional de Lages-SC, pelo qual fez grande campanha, terminando o Estadual em quarto lugar e garantindo vaga na Série D.

EM SC

Com portas abertas em Santa Catarina, ao deixar o time de Lages, fez história em mais três clubes do estado. Em 2017, assumiu o Tubarão na lanterna do Catarinense e terminou em sexto.

Meses depois, levou o Tubarão ao inédito titulo da Copa Santa Catarina, o qual garantiu vaga na Copa do Brasil - foi até a 2ª fase e acabou eliminado em jogo emocionante diante do Athletico-PR, vitorioso por 5 a 4, na Arena da Baixada.

Ainda no mesmo ano, Waguinho fez boa campanha no Estadual pelo Tubarão e terminou em terceiro, à frente dos tradicionais Criciúma, Joinville e Avaí.

Posteriormente, foi contratado pelo Marcílio Dias, na briga para retornar à elite regional. Em 12 jogos, foram oito vitórias, dois empates e duas derrotas. Consequentemente, foi vice-campeão e levou o time ao acesso no ano do centenário.

NO RADAR

Em 2019, Dias alcançou o quinto lugar pelo Marcílio Dias no Catarinense e só não avançou à semifinal por desvantagem no número de vitória em relação ao Criciúma.

Com grande trabalho, foi cotado no Joinville e Criciúma, além de ser eleito o segundo melhor treinador da competição.

Por fim, o profissional desembarcou em Brusque para disputar a Série D e conquistou um feito histórico ao levar a equipe ao titulo inédito da Série D do Brasileiro e acesso após longos 31 anos. Os números foram impressionante 16 jogos, nove vitórias, quatro empates e apenas três derrotas.

E AÍ?

Após fazer história no Brusque, Dias entrou na rota de grandes clubes e foi contratado pelo Criciúma, em momento conturbado na Série B - ele, porém, foi demitido após cinco jogos.

Na sequência, o profissional acertou com o América-RN e até realizava bom trabalho. O Mécão, sob seu comando, engatou cinco vitórias consecutivas e se classificou à final do primeiro turno do Potiguar com duas rodadas.

Os dois tropeços frente o rival ABC, por duas competições distintas, interrompeu o trabalho realizado em Natal. No mês de janeiro, aliás, ele teve o ataque mais positivo do Brasil, com 25 gols marcados.