Luto! Vítima de covid-19, morre ex-goleiro que fez história no futebol acreano

José Augusto Araújo de Faria, 71 anos, era conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE)

por Manoel Façanha

Rio Branco, AC, 13 - O futebol acreano perdeu mais um dos grandes nomes de sua história. Trata-se do ex-goleiro José Augusto Araújo de Faria, 71 anos, que ra conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), vítima de covid-19. Ele estava internado há quase duas semanas no Hospital Santa Juliana e não resistiu à gravidade da doença e veio a óbito no início da noite de domingo.

Nascido no seringal Mercês (Sena Madureira) em 6 de abril de 1949, ele fez história nos quatro grandes clubes do futebol acreano: Rio Branco, Juventus, Independência e Atlético. No currículo do ex-goleiro, consta uma passagem pelo juvenil do Flamengo (RJ).
A chance para novos horizontes na carreira futebolística ocorreu quando o clube carioca excursionava pelo Norte do país e fez uma série de jogos no Acre no final dos anos de 1960. Contra o Juventus, a partida saiu 2 a 2.
O segundo gol do rubro negro carioca, de autoria do César Maluco, foi feito com a mão, nos acréscimos do segundo tempo. Zé Augusto fechou o gol e o convite surgiu de imediato. Na base do clube carioca, ele ficou até 1970, quando resolveu larga tudo e retornar ao Acre para dedicar-se aos estudos.
ADEUS!

O primeiro presidente eleito para conduzir os destinos políticos da Federação de Desportos Universitários Acreanos (FDUA) foi o então estudante do curso de Direito José Augusto Araújo Faria, a época com 26 anos.

O mandato seria para dois anos (1975/1976) e, no discurso de posse, José Augusto, que à época já era um dos melhores goleiros do futebol acreano, afirmou que a entidade visava atingir os melhores objetivos durante o biênio, no somatório de esforços em conjunto.

O personagem chave para a criação da entidade acreana era o pernambucano Eduardo José Cavalcante Monteiro de Paula, então presidente da Federação Amazonense de Desportos Universitários (FADU).

José Augusto Araújo de Faria
José Augusto Araújo de Faria
Em recente entrevista ao Jornal Opinião para lembrar os 45 anos da fundação da entidade acreana, Eduardo de Paula falou da importância de José Augusto para a criação da FDUA.

Segundo ele, José Augusto teve papel importantíssimo na articulação dos estudantes para forma a primeira diretoria da entidade estudantil.

“Foi graças a ele (José Augusto) que a história foi escrita”, resumiu Dudu sobre importância de Faria para a criação da entidade esportiva.

Nos primeiros anos de 1980, José Augusto largou o futebol e virou empresário, vereador e, posteriormente, deputado estadual. Logo depois, foi indicado para a primeira turma de conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Acre (TCE-AC).