Timaços do Interior: América, o Diabo que assustava os grandes em Rio Preto

O Brasinha ou Diabo, como era chamado, assombrava os grandes no Mário Alves Mendonça em Rio Preto

por Agência Futebol Interior

São José do Rio Preto, SP, 6 (AFI) - Esse time também tem história! É o América de São José do Rio Preto, que no início dos anos 70 era muito forte no estádio Mário Alves Mendonça. Depois o clube ganhou um novo estádio, o Teixeirão, construído pelo histórico dirigente Birigui. Os times considerados grandes sofriam naquela época, principalmente no segundo tempo.

O Brasinha ou Diabo, como era chamado, assombrava os grandes. Teve grande time em 1971/1972 com esta formação abaixo.

Em pé - Joaquim Siqueira (diretor); Issamu Iwata(médico). Marco Ortolan, Nelson Prandi, Paulinho, Dobreu, Jair, Walter, Luis Flávio (preparador físico) e Vail Mota (técnico).
Agachados - Wilson, Paraná, Milton, Didi e Mazinho.

OUTRO ESQUADRÃO
Em 1973, o América voltou a brilhar e conquistou o título de Campeão do Interior. Na foto (abaixo) aparecem o técnico Rubens Minelli, ainda vivo e morando na cidade de Vinhedo, o

Comissão campeã em 1973
Comissão campeã em 1973
preparador físico Luis Flávio Buongermino e o dirigente historio Anísio Haddad, que hoje empresta seu nome ao estádio do rival da cidade, o Rio Preto Esporte Clube.

A HISTÓRIA
América Futebol Clube, mais conhecido como América de Rio Preto ou América é um clube localizado em São José do Rio Preto, interior do estado de São Paulo. Foi fundado em 28 de janeiro de 1946 e sua cor é o vermelho, usando o branco como detalhe.

O clube leva esse nome em homenagem ao tradicional America Carioca, um dos principais clubes de futebol do Brasil à época da fundação. O escudo do America Football Club, do Rio de Janeiro, também foi utilizado para criar o escudo do América de Rio Preto.

No entanto, a diretoria entregou seu departamento de futebol profissional a investidores nos últimos anos, as dívidas se acumularam e o clube disputa atualmente a Segunda Divisão do Paulista (equivalente ao quarto nível do futebol do estado). Outrora chamado de Mecão, agora não passa de Mequinha para os rivais.