Com o meio-campo reforçado, Atlético-MG joga em Goiânia de olho na liderança

O Galo tem dois pontos a menos do que o Internacional, líder do Brasileirão

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 19 (AFI) - Com o meio-campo reforçado, o Atlético-MG volta a jogar pelo Campeonato Brasileiro neste sábado, às 21 horas, contra o Atlético-GO, em Goiânia, em duelo válido pela 11ª rodada. Vice-líder da competição, o time mineiro está de olho na liderança, que hoje pertence ao Internacional.

O Atlético vem de vitória sobre o Red Bull Bragantino na rodada anterior e está no segundo lugar, com 18 pontos, dois a menos que o Inter. Para assumir a ponta, a equipe do técnico Jorge Sampaoli precisa, portanto, vencer seu jogo e torcer por um tropeço do rival colorado, que também joga neste sábado, diante do Ceará, em Fortaleza.

Na partida contra a equipe de Vagner Mancini, que vem de duas vitórias fora de casa, o Atlético terá reforços importantes no meio-campo, setor que vinha perdendo peças por diferentes motivos nos últimos jogos. Agora, Sampaoli terá jogadores de sobra para armar o time.

Pelo menos quatro jogadores considerados titulares no meio-campo estão disponíveis: Jair, que cumpriu suspensão, retorna e se junta a Allan, Allan Franco e Nathan, este que se recuperou de lesão na coxa recentemente e voltou a atuar no triunfo sobre o Bragantino, no último domingo. Na ocasião, esteve em campo por cerca de 20 minutos.

Nathan teve uma semana para livre para treinar, assim como todo o grupo, e pôde aprimorar sua forma física depois de ficar dois meses ausente e perder oito partidas. Dada a sua importância - ele vinha sendo titular e decisivo antes de se machucar - é provável que retome sua titularidade.

Além de Allan, Jair, Alan Franco e Nathan, Sampaoli também pode contar com Hyoran, que, embora seja criticado por parte da torcida, goza de prestígio com o treinador. O setor também tem Gustavo Blanco, totalmente recuperado de lesão, mas ainda em busca de readquirir sua melhor forma física.

TIME REFORÇADO
Assim, como tem pelo menos quatro titulares à disposição e costuma escalar um meio com três jogadores na intermediária, o comandante argentino deve deixar ao menos um no banco.

Também há indefinições no gol e no ataque. Rafael está de volta e briga por posição com Everson na meta atleticana. Na frente, Sasha e Savarino devem ser mantidos. Surpresa no último duelo ao ser titular, o jovem Maílton também briga por uma vaga. Keno e Marrony são as outras opções ofensivas.

O esquema tático pode mudar, já que Sampaoli costuma armar sua equipe espelhando o estilo de jogo de cada rival. Contra o Bragantino, ele escalou três zagueiros. Agora, não se sabe se vai alterar a estratégia.