Em nota, Bahia se solidariza com morte de ídolo heptcampeão estadual

O ex-jogador se tornou um dos maiores zagueiros do Tricolor e foi heptacampeão nos anos de 1970

por Agência Futebol Interior

Salvador, BA, 05 (AFI) - Após a triste notícia do falecimento de Élcio Nogueira da Silva, conhecido como Sapatão, o Bahia postou uma nota se solidarizando. O ex-jogador se tornou um dos maiores zagueiros do Tricolor e foi heptacampeão nos anos de 1970.

Na nota, o Bahia afirmou que o presidente do clube, Guilherme Bellintani entrou em contato com a família para dar seu apoio e que uma bandeira foi enviada para o seu sepultamento. Sapatão disputou 450 jogos e fez 12 gols pelo Bahia.

Elenco heptacampeão estadual
Elenco heptacampeão estadual
CONFIRA A NOTA DO BAHIA:

A diretoria do Esporte Clube Bahia manifesta solidariedade aos familiares e amigos de Élcio Nogueira da Silva, o ídolo Sapatão, que faleceu nesta sexta (5), aos 72 anos, em Salvador.

Capitão tricolor em todos os títulos da inigualável conquista do heptacampeonato estadual, entre 1973 e 1979, ele estava internado no Hospital da Bahia desde 17 de maio. Nos últimos dias, já na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), contraiu a Covid-19.

O presidente Guilherme Bellintani entrou em contato com a filha Renata, prestou todas as condolências e providenciou uma bandeira para o seu sepultamento. O clube vinha acompanhando o caso desde a semana retrasada através do gerente de negócios Lênin Franco, amigo da família.

Ao todo, o ex-zagueiro disputou 450 jogos pelo Esquadrão de Aço – em 224 deles o time não sofreu gols – e balançou as redes 12 vezes. Nascido a 15 de outubro de 1947, em Campos-RJ, defendeu a equipe de 73 a 1980.

Descanse em paz, Sapatão.