Athletico-PR 0 x 2 Flamengo - Alguém consegue parar o Mengão?

O time comandado por Jorge Jesus contou com dois gols de Bruno Henrique para abrir oito pontos de vantagem sobre o vice-líder Palmeiras

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 13 (AFI) - Em uma tarde inspirada de Bruno Henrique, que marcou dois gols, sendo um deles de letra, o Flamengo emplacou a terceira vitória seguida no Brasileirão ao bater o Athletico-PR, por 2 a 0, em plena Arena da Baixada, pela 26ª rodada do campeonato.

Invicto há 11 jogos no Brasileirão - além de três na Libertadores -, o Flamengo tem oito pontos de vantagem sobre o vice-líder Palmeiras (58 a 50) e fica cada vez mais próximo de conquistar o título. Por outro lado, o Athletico-PR perdeu uma invencibilidade de cinco partidas e estacionou nos 35, em décimo lugar.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS E OS GOLS !

JOGO EQUILIBRADO
A partida começou equilibrada, mas o Flamengo aproveitou duas saídas erradas do Athletico-PR com Wellington e Léo Pereira para levar perigo. Faltou acertar o gol. A resposta veio em finalização de Thonny Anderson. Diego Alves defendeu com segurança.

Aos 18, Lucas Silva, uma das novidades de Jorge Jesus, foi derrubado por Léo Pereira dentro da área e o árbitro assinalou pênalti. No entanto, o catarinense Braulio da Silva Machado voltou atrás depois de conferir o lance no VAR.

O Athletico-PR quase abriu o placar em cabeçada de Thiago Heleno. Diego Alves se esticou todo e fez grande defesa. A resposta carioca veio aos 38 minutos. Lucas Silva foi até a linha de fundo e cabeceou com perigo para fora.

Bruno Henrique foi o destaque da vitória do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Bruno Henrique foi o destaque da vitória do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

QUE VACILO, FURACÃO
Quando parecia que o primeiro tempo terminaria empatado sem gols, o Athletico-PR "entregou" o gol para o Flamengo aos 44 minutos. Sem querer dar chutão, a defesa abusou do "tiki taka" e o goleiro Léo, ao tentar passar para Wellington, deu a bola nos pés de Bruno Henrique. O atacante não desperdiçou e fez seu décimo gol no Brasileirão.

Irritados com o erro, os torcedores passaram a vaiar o goleiro a cada toque na bola. Ainda antes do intervalo, o Athletico-PR teve duas oportunidades de empatar, mas parou em Diego Alves.

ATHLETICO PRESSIONA, MAS FLA MARCA

Logo no início do segundo tempo, Willian Arão vacilou e perdeu a bola para Thonny Anderson, que invadiu a área e parou em Diego Alves. Na sequência, aos quatro, Rony cruzou e Thonny Anderson desviou de primeira pela linha de fundo. O Athletico-PR jogava pelo lado direito em cima de João Lucas, que substituiu Rafinha no intervalo.

Preocupado com a queda de rendimento do time, Jorge Jesus, que recebeu o cartão amarelo por reclamação, colocou Thuler no lugar de Rhodolfo. Em seu primeiro lance, o zagueiro fez falta em Rony e foi amarelado. A bliz do rubro-negro paranaense continuava.

Com o rival todo em cima, o Flamengo aos poucos foi achando espaços e criando boas chances. Everton Ribeiro, dentro da área, mandou para fora após troca de passes. A vitória carioca foi confirmada aos 45 minutos. Renê cruzou rasteiro e Bruno Henrique, de letra, deu números finais a partida.

PRÓXIMOS JOGOS

O Athletico-PR volta a campo na quinta-feira, contra o Fluminense, às 21 horas, no Maracanã, no Rio de Janeiro, enquanto o Flamengo enfrenta o Fortaleza, às 20 horas da quarta-feira, na Arena Castelão, em Fortaleza. Os jogos são válidos pela 26ª rodada.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
25ª rodada
Data
13/10/2019
Horário
16h00
Local
Arena da Baixada - Curitiba (PR)
Árbitro
Braulio da Silva Machado (SC)

Renda
R$ 1.326.180,00
Assistentes
Helton Nunes (SC) e Éder Alexandre (SC)

Público
25.473 total
Cartões Amarelos
Athletico -PR: Rony, Thiago Heleno, Léo Cittadini
Flamengo-RJ: Éverton Ribeiro, Renê, Bruno Henrique, Vitinho

Gols
Flamengo-RJ: Bruno Henrique 44' 1T, Bruno Henrique 45' 2T
Athletico -PR
Léo;
Madson, Léo Pereira, Thiago Heleno e Márcio Azevedo (Adriano);
Wellington, Lucho González (Marco Ruben) e Léo Cittadini;
Rony, Thonny Anderson e Marcelo Cirino (Everton Felipe).
Técnico: Tiago Nunes
Flamengo-RJ
Diego Alves;
Rafinha (João Lucas), Rhodolfo (Thuler), Pablo Marí e Renê;
Willian Arão, Gerson e Everton Ribeiro;
Vitinho, Lucas Silva (Piris da Motta) e Bruno Henrique.
Técnico: Jorge Jesus