ESPECIAL BRASILEIRÃO: Com toque português, Flamengo vence por talento e regularidade

O Rubro-Negro montou um time muito talentoso, mas o fato de não poupar e encarar todo jogo como uma final ajudou a garantir o título

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 25 (AFI) – O Campeonato Brasileiro 2019 ficará marcado pela força que o Flamengo demonstrou não só em jogos decisivos, mas em todos os duelos. Apesar da frase clichê, em pontos corridos é assim mesmo: ‘todo jogo é uma final’, pois vale o mesmo número de pontos. Apesar de em alguns jogos ficar claro que os cariocas não serem imbatíveis, foi essa regularidade que os consagraram campeões.

Noventa pontos, 28 vitórias, seis empates e só quatro derrotas. Apenas dois revezes foram sob comando do técnico Jorge Jesus, Bahia, pela 13ª rodada, por 3 a 0, e Santos, na última rodada, por 4 a 0. Internacional, na segunda rodada, e Atlético-MG, na quinta, foram os outros dois times que conseguiram derrotar o Flamengo.

Jorge Jesus trouxe estilo ofensivo ao Flamengo
Jorge Jesus trouxe estilo ofensivo ao Flamengo

TÉCNICO PORTUGUÊS

O português Jorge Jesus mudou a cara do time logo em sua chegada.

Antes comandado por Abel Braga, o Flamengo era mais defensivo, mesmo possuindo jogadores de alta técnica. Logo na estreia do técnico no Brasileirão, o Flamengo goleou o Goiás por 6 a 1.

Outro ponto importante é de que o treinador não poupou jogadores e foi com força total sempre que possível.

ARTILHEIROS

Melhor ataque disparado da competição, o Flamengo fez 86 gols e muito disso se deve a três jogadores apenas: Bruno Henrique, que fez 25, Gabigol, que fez 21, e Arrascaeta, que fez 13. Ou seja, dos 86 gols, o trio marcou 59, número maior do que 16 clubes.

TODOS OS PAULISTAS NA LIBERTADORES

O futebol paulista demonstrou sua força ao colocar todos os times no torneio continental. Santos, Palmeiras e São Paulo estão garantidos na fase de grupos, enquanto o Corinthians, que esteve no grupo de classificação direta durante boa parte do campeonato, perdeu o ritmo na reta final, mas conseguiu a última vaga para a pré-Libertadores.

CAMPANHAS QUE MERECEM DESTAQUE

Grêmio e Athletico-PR terminaram em quarto e quinto lugar, com 65 e 64 pontos, respectivamente. Merecem destaque, pois o Tricolor começou muito mal a competição por priorizar outras. Mesmo assim, teve uma arrancada incrível. Já o Furacão foi campeão da Copa do Brasil e, já garantido na Libertadores, poderia ter tirado o pé, mas isso não aconteceu.

Mesmo com o resultado final não tão expressivo, outros times também se destacaram, tendo em vista a realidade de cada clube. Fortaleza e Goiás, por exemplo, terminaram em nono e décimo lugar, garantindo vaga à Libertadores e ficando à frente de clubes como Vasco, Atlético-MG, Fluminense e Botafogo.

Flamengo foi campeão com 16 pontos de vantagem para o Santos
Flamengo foi campeão com 16 pontos de vantagem para o Santos

REBAIXADOS

Não foi nenhuma surpresa ver CSA, Chapecoense e Avaí caindo para a Série B. Apesar de serem times tradicionais, estamos falando da elite do futebol brasileiro. A surpresa ficou por conta do Cruzeiro, que em grave crise dentro e fora de campo, foi punido e se junta ao grupo de grandes clubes que acumulam o descenso.

DOIS JOGOS QUE MARCARAM

Como é de se esperar, o Brasileiro teve vários jogos muito bons, com goleadas incríveis. Mas dois jogos ficaram marcados pelo número de gols e pelo equilíbrio. Flamengo e Santos, por exemplo, golearam o Goiás por 6 a 1 cada, mas estes jogos foram de um time só.

Flamengo x Vasco foi um dos melhores jogos do Brasileirão
Flamengo x Vasco foi um dos melhores jogos do Brasileirão

Na terceira rodada, Grêmio e Fluminense contou com nove gols e vitória dos cariocas por 5 a 4.

O Grêmio fez 3 a 0 em 21 minutos, mas o Flu reagiu e virou para 4 a 3. Após novo empate do Grêmio, o time carioca fez o quinto e definiu o placar.

Na 34ª rodada, no Clássico dos Milhões, o Flamengo abriu o placar aos 40 segundos diante do Vasco, que virou o jogo e depois levou o empate ainda no primeiro tempo. No segundo tempo, o Vasco fez 3 a 2, mas sofreu a virada. Nos instantes finais, o Cruzmaltino definiu o placar por 4 a 4.

CONFIRA A SELEÇÃO DO FUTEBOL INTERIOR:

Tadeu (Goiás);
Rafinha (Flamengo), Arboleda (São Paulo), Pablo Marí (Flamengo) e Jorge (Santos);
Gerson (Flamengo), Arrascaeta (Flamengo) e Carlos Sanchez (Santos);
Bruno Henrique (Flamengo), Gabigol (Flamengo) e Soteldo (Santos);
Jorge Jesus (Flamengo).

PRÊMIOS CBF

Craque: Bruno Henrique (Flamengo)
Artilheiro: Bruno Henrique (Flamengo)
Revelação: Michael (Goiás)