Ferj desbanca Decreto Estadual e confirma presença de público em jogo do Brasileirão

Flamengo e Athletico, até este momento, poderá receber 30% da capacidade do Maracanã

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 19 (AFI) - O Flamengo parece estar mandando e desmandando no futebol brasileiro. Com a pressão do clube rubro-negro, a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) confirmou presença de público na partida diante do Athletico Paranaense, marcada para o dia 4 de outubro, no Maracanã.

A Ferj afirmou, através do presidente Rubens Lopes, ter embasamento jurídico para invalidar o Decreto Estadual, emitido pelo Governador Cláudio Castro que proibia jogos com torcida, tanto em estádios quanto nas praias. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ainda não se pronunciou sobre o caso.

Ferj quer Maracanã com público
Ferj quer Maracanã com público
Antes do início do Brasileirão, e entidade prometeu fazer jogos sem público até que uma vacina seja lançada. No entanto, parece estar aceitando a pressão da Ferj e do Flamengo. A CBF aguarda um comunicado de agentes da saúde para tomar uma decisão definitiva.

No entanto, tal especulação tem irritado muito os clubes de fora do Rio de Janeiro. O Corinthians, por exemplo, já ameaçou abandonar o campeonato caso o Flamengo seja o único beneficiado com a presença de público.

NÚMEROS!
A expectativa da Ferj é colocar 30% da capacidade do Maracanã na partida entre Flamengo e Athletico-PR. O público, com essa decisão, seria de aproximadamente 20 mil torcedores, um perigo quando se trata de coronavírus.

Enquanto a população pensa estar de férias ou que a pandemia chegou ao fim, 4.528 milhões já foram contaminados. Dessas, 136.532 faleceram.