Confiança 2 x 2 Paraná - Tricolor da Vila bobeia e cede empate ao Dragão

Um pouco mais cedo, Cuiabá e Brasil de Pelotas não saíram do empate sem gols, na Arena Pantanal, em Cuiabá (MT)

por Agência Futebol Interior

Aracaju, SE, 07 (AFI) - Buscando retornar à Série A, do qual está afastado desde 2018, o Paraná estreou empatando, por 2 a 2, com o Confiança, equipe que estava há 28 anos afastada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Os gols tricolores do duelo, disputado na noite desta sexta-feira, 7, na Arena Batistão, em Aracaju (SE), foram marcados pelo meia Renan Bressan, aos 46 minutos do primeiro tempo, e pelo atacante Gustavo Mosquito, aos 19 da etapa final. Depois, Danilo Pires, aos 28, descontou, enquanto Iago, aos 50, assegurou a igualdade.

OS GOLS DO EMPATE

A ABERTURA
Até o momento, houve apenas uma outra partida. Um pouco mais cedo, Cuiabá e Brasil de Pelotas não saíram do empate sem gols, na Arena Pantanal, em Cuiabá (MT). Dessa forma, os quatro clubes que já foram a campo somam um ponto.

O restante da rodada acontece até domingo, quando, às 11h, o Oeste recebe a Chapecoense, na Arena Barueri, em Barueri (SP). No sábado, o destaque fica para o Cruzeiro, que, pela primeira vez na história, entra em campo pela Série B. O adversário será o Botafogo-SP, às 19h, no Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Foto: Divulgação - Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

PRIMEIRO TEMPO
Atuando dentro de casa, o Confiança começou ligeiramente superior e quase abriu o marcador logo no começo do confronto. Aos cinco minutos, Everton recebeu de Reis e exigiu importante defesa de Alisson.

O Paraná respondeu na sequência, com duas chances. Primeiro, aos nove, Renan Bressan mandou dentro da área, mas Raphael Alemão não conseguiu fazer o desvio. Já aos 13, Gustavo Mosquito parou em defesa de Rafael Santos.

Pouco depois, aos 17, foi a vez de os donos da casa chegarem. Ari Moura bateu escanteio na segunda trave, e Reis tocou de cabeça, com perigo. Em novo corner, aos 24, Nirley desviou cobrança de Reis.

Depois de um começo intenso, o duelo perdeu intensidade. Entretanto, aos 45, os visitantes conseguiram abrir o placar. Jhony roubou a bola de Everton Santos e acionou Renan Bressan. O meia pegou da entrada da área e jogou no cantinho, em bela finalização.

ETAPA FINAL
O princípio da segunda metade da partida não foi tão agitada quanto a primeira, apesar de, logo aos dois minutos, Mikael aproveitar finalização torta de Everton Santos e bater em gol. Alisson conseguiu fazer a defesa.

O Paraná demorou a responder. Mas quando o fez, ampliou - e com estilo. Gustavo Mosquito cortou para o meio e bateu, de fora da área, marcando um lindo gol. Aliás, foi o primeiro do atacante em 12 jogos com a camisa tricolor.

O Confiança descontou aos 27 minutos, quando Ítalo acionou Danilo Pires. O meio-campista tentou colocado, mas o desvio em Thales foi crucial para que a bola entrasse. Na reta final, os donos da casa tentaram um abafa - e conseguiram o empate. Após bela trama, Iago marcou um golaço e deixou tudo igual.

PRÓXIMOS JOGOS
O Confiança volta a campo na terça-feira, 11, às 19h15, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP), diante do Botafogo-SP, pela segunda rodada. O Paraná, por outro lado, recebe o Avaí, um pouco depois, às 20h30, na Vila Capanema, em Curitiba (PR).

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
1ª rodada
Data
07/08/2020
Horário
21h30
Local
Batistão - Aracaju (SE)
Árbitro
Luiz Paulo de Moura Pinheiro - MT (CBF)

Renda
-
Assistentes
Marcelo Grando - MT (CBF) e Renan Angelim Rodrigues - MT (CBF)

Público
Portões fechados
Cartões Amarelos
Confiança-SE: Matheus Mancini, Amaral, Reis, Danilo Pires
Paraná-PR: Thales, Fabrício, Jean Victor, Bruno Gomes

Gols
Confiança-SE: Danilo Pires 27' 2T, Iago 50' 2T
Paraná-PR: Renan Bressan 46' 1T, Gustavo Mosquito 19' 2T
Confiança-SE
Rafael Santos;
Marcelinho, Nirley, Matheus Mancini e Djalma Silva (Dudu);
Amaral (Ítalo), Danilo Pires (Rafael Vila) e Everton (Jeferson Lima);
Reis, Ari Moura (Iago) e Mikael.
Técnico: Matheus Costa
Paraná-PR
Alisson;
Toninho, Fabrício, Thales e Jean Victor;
Gabriel Pires (Wandson), Jhony Douglas, Carlos Dias (Kaio) e Renan Bressan (Michel);
Bruno Gomes (Raphael Alemão) e Gustavo Mosquito (Thiago Alves).
Técnico: Allan Aal