São Bento-SP 0 x 0 Criciúma-SC - Bentão supera covid-19 e arranca empate com Tigre

Equipes se enfrentaram entre o final da tarde e o começo da noite desta segunda-feira (26), no Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP)

por Agência Futebol Interior

Sorocaba, SP, 26 (AFI) - O São Bento-SP conquistou um resultado histórico nesta segunda-feira (26). Mesmo com apenas 12 jogadores como opção por conta de uma série de problemas, incluindo um surto de covid-19, os comandados do técnico Edson Vieira conseguiram segurar o empate sem gols com o Criciúma-SC, no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, pela 12.ª rodada da primeira fase do Campeonato Brasileiro da Série C.

A partida teve transmissão da Rádio Futebol Interior em parceria com a Rádio 365

Os donos da casa, inclusive, precisaram queimar a única alteração a que tinham direito. Aos 38 minutos da etapa final, o meia-atacante Coutinho teve que ser substituído e deu lugar ao goleiro Lucas Macanhan, que entrou como centroavante. Até por conta deste cenário, Allan Vieira, lateral-esquerdo de origem, precisou ser tirado às pressas do departamento médico para subir ao gramado e começar o duelo.

Com o resultado, os mandantes ficam na nona colocação do Grupo B, com nove pontos, o mesmo do lanterna Boa Esporte-MG. A diferença entre os integrantes da zona de rebaixamento está no saldo de gols: -5 contra -4. São José-RS, com 13, é o primeiro fora. Os visitantes, por outro lado, chegam aos 16 e fecham a faixa de classificação para a segunda fase. Brusque-SC, com 27, lidera e está virtualmente classificado.

 Foto: Neto Bonvino/EC São Bento
Foto: Neto Bonvino/EC São Bento

PRIMEIRO TEMPO
Os 45 minutos iniciais tiveram poucas oportunidades. A melhor delas foi do Criciúma, aos 15, em finalização de Jean Dias que saiu com perigo. O São Bento tentou explorar contra-ataques, mas não conseguiu encaixar algum que gerasse uma chance importante.

Foto: Celso da Luz / Criciúma
Foto: Celso da Luz / Criciúma

Entretanto, aos 39, houve o momento mais importante do confronto. O zagueiro Helder cometeu falta dura em Erick Luis, no meio-campo, tomou o segundo cartão amarelo, recebeu o vermelho e deixou os visitantes com um homem a menos.

SEGUNDO TEMPO
Mesmo em inferioridade numérica, o Criciúma voltou do intervalo pressionando. Aos cinco minutos, Jean Dias cobrou falta com carinho e exigiu grande intervenção do goleiro Paulo Vitor. Aos sete, Foguinho arriscou de longe, a bola desviou no meio do caminho e saiu com perigo. Já aos dez, Fernando Lombardi aproveitou escanteio e testou por cima do travessão.

Depois, os donos da casa conseguiram criar bons momentos em sequência. A resposta mandante, inclusive, veio já aos 11, quando Bambam recebeu de Ferrugem e, da entrada da área, bateu de chapa, tirando tinta da trave esquerda. Aos 16, Ferrugem tocou para Coutinho, que acionou Daniel. Ele experimentou e jogou por cima do travessão.

Foto: Celso da Luz / Criciúma
Foto: Celso da Luz / Criciúma

O Criciúma ainda voltou a ameaçar aos 21. Felipe Menezes passou para Jean Dias, que mandou cruzado. Paulo Vitor caiu e colocou para escanteio. O São Bento, por outro lado, levou perigo aos 33, com Daniel arriscando com efeito, de longe, mas parando em Agenor.

PRÓXIMOS JOGOS
As duas equipes voltam a campo na tarde do próximo domingo (1). Às 16h, o Criciúma-SC recebe o Tombense-MG, no Heriberto Hülse, em Criciúma (SC). Pouco depois, às 16h30, o São Bento-SP visita o Ypiranga-RS, no Colosso da Lagos, em Erechim (RS).

CONFIRA IMAGENS DO DUELO


Ficha Técnica

Fase
Fase de Grupos
Rodada
12ª rodada
Data
26/10/2020
Horário
18h00
Local
Walter Ribeiro - Sorocaba (SP)
Árbitro
Andre Rodrigo Rocha (TO)

Renda
--
Assistentes
Cipriano da Silva Sousa e Fernando Gomes da Silva (TO)

Público
Portões Fechados
Cartões Amarelos
São Bento-SP: Erick Ferreira, Daniel
Criciúma-SC: Helder, Helder, Maurício , Jean Lucas

Cartões Vermelhos
Criciúma-SC: Helder
São Bento-SP
Paulo Vitor;
Ferrugem, Allan Vieira, Douglas Assis e Mizael;
Erick Ferreira e Daniel;
Coutinho (Lucas Macanhan), Rafinha e Erick Luís;
Bambam.
Técnico: Edson Vieira
Criciúma-SC
Agenor;
Victor Guilherme, Helder, Maurício e Kaike;
Eduardo e Marino;
Foguinho, Felipe Menezes (Jean Lucas) e Jean Dias (Andrew);
Michel (Fernando Lombardi).
Técnico: Itamar Schulle