Médico e preparador físico expulsos, jogos com 'torcida' e mais na Série D

O Placar ao Vivo do Portal Futebol Interior acompanha todos os jogos ao vivo das competições

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 26 (AFI) - A cada rodada, uma história nova na Série D do Campeonato Brasileiro. No último final de semana, tivemos médico e preparador físico sendo expulsos e jogos com 'torcida'. O Portal Futebol Interior confirmou as súmulas de todos os jogos e encontrou fatos inusitados.

MÉDICO SENDO EXPULSO!
Na vitória do Fast Club por 4 a 1 para cima do Vilhenense, um fato chamou muita atenção. O médico do clube rondoniense foi expulso após xingar a arbitragem. E se algum jogador se machucasse, o que o árbitro Cesar Pereira Leite faria?

"Expulsei diretamente o médico da equipe Vilhenense, senhor Celso Edurdo Machado, por após a marcação de uma falta contra a sua equipe desferir as palavras ofendendo a minha honra: "Seu ladrãozinho vagabundo, veio aqui para nos roubar" aos 46 minutos do primeiro tempo. Após a marcação de um penal contra a sua equipe, o mesmo repetiu as ofensas: "Seu ladrão vagabundo eu não disse que veio aqui só para nos roubar."

No intervalo, o mesmo seguiu ofendendo a arbitragem dizendo: "Estão de sacanagem, vêm de longe para nos sacanear". Por fim, proferiu as seguinte palavras direcionada a assistente numero, 01 Marcia Bezerra Lopes Caetano: "Vai tomar no cu, você já nos roubou uma vez e está roubando de novo."

Joinville bateu o Tubarão. Foto: Vitor Forcellini
Joinville bateu o Tubarão. Foto: Vitor Forcellini
PREPARADOR FÍSICO TAMBÉM LEVOU O VERMELHO!
No triunfo do Águia Negra-MS diante do Vitória-ES, o expulso foi o preparador físico. "Expulsei de forma direta o senhor Virgilio Mario Ferreira, preparador físico da equipe do Águia Negra, após ser informado pelo árbitro assistente, Sérgio Alexandre da Silva que o mesmo proferiu as
seguintes palavras: 'Vai tomar no cu, seus vagabundos, tendenciosos', relatou Rodrigo José Pereira de Lima.

TORCIDA EM CAMPO?
Dois jogos da Série D tiveram 'torcida' nas arquibancadas. No triunfo da Caldense por 1 a 0 frente ao Bahia de Feira, e na vitória do Joinville por 1 a 0 contra o Tubarão.

"Informo que aproximadamente aos 25 minutos do segundo tempo, a equipe de arbitragem percebeu que na arquibancada, atrás do assistente 2 existiam pessoas credenciadas pela equipe Caldense que apresentaram comportamento incompatível com a função que estavam desempenhando ao protestar de forma repetitiva contra as decisões da arbitragem, saliento que não foi percebido o número exato de pessoas e que o fato também foi comunicado ao delegado da partida", disse o árbitro Antonio Magno Lima Cordeiro.

"Foi identificado na arquibancada alguns funcionários com o uniforme do time mandante (Tubarão) com atitudes não condizentes com a função, tendo atitudes de torcedores com protestos e reclamações contra a arbitragem. informo que não tivemos acesso a identidade e função dos mesmo", relatou Lucas Paulo Torezin.