Embaixada do Brasil freta voo para retorno de futebolistas da Arábia Saudita

André Gaspar, técnico do Al-Hazem, é um dos brasileiros no exterior em meio à pandemia do Covid-19

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 24 (AFI) - A angústia de voltar ao Brasil parece estar estar perto do fim, ao menos para jogadores, treinadores, membros de comissão técnica e outros que não são do meio esportivo.

Afinal, o imbróglio se resolveu com a Embaixada Brasileira na Arábia Saudita após mais de 30 dias de negociação.

As tratativas se alongaram por mais de um mês entre os profissionais do meio esportivo com a Embaixada Brasileira.

Embaixada do Brasil freta voo para retorno de futebolistas da Arábia Saudita
Embaixada do Brasil freta voo para retorno de futebolistas da Arábia Saudita

Os principais nomes envolvidos são os técnicos André Gaspar (Al-Hazem), Fábio Carille ( Al-Ittihad), Antônio Luiz Zaluar (Al Akhdoud), além do goleiros Marcelo Grohe, ex-Grêmio e atualmente no Al Ittihad, e do zagueiro Alemão, ex-Avaí e atleta do Al-Hazem.

"Estamos aqui há mais de 30 dias conversando com a Embaixada. Conseguimos esse voo da Etiópia, o qual vai fazer quatro escalas aqui dentro do país para resgatar todos os brasileiros. É não deixar ninguém para trás. Todos desejam retornar ao Brasil", falou Gaspar.

CAOS

A pandemia do novo coronavírus já atingiu quase 14 mil pessoas na Arábia Saudita e com 121 mortes.

Logo que surgiram os primeiros casos positivos da doença no país, a Liga de Futebol Profissional Saudita interrompeu a Liga Profissional Prince Mohammed Bin Salman, então na 22ª rodada, além de todas as outras competições esportivas em andamento.

A partir de então, o quinteto brasileiro abriu conversa com embaixador no país, Marcelo Della Nina, para viabilizar volta ao local de origem.

"Agradeço muito ao embaixador Marcelo Della Nina e ao Fábio Carille, Zaluar, Alemão e Marcelo Grohe, pois foram mais de 30 dias. Pareceu que não tinha fim, mas agora vamos nos preparar para voltar ao Brasil, provavelmente na terça-feira. Estamos muito felizes por retornarmos ao nosso país. Sabemos que não está nada fácil, mas vamos poder estar ao lado de nossos familiares", acrescentou Gaspar.

A previsão de retorno dos futebolistas ao Brasil deve acontecer na próxima terça-feira, 28 de março, pois depende da liberação e autorização do governo saudita.

VEJA NOTA DA EMBAIXADA BRASILEIRA NA ARÁBIA SAUDITA:

A embaixada do Brasil tem a satisfação de informar que será realizado, em cooperação com a comunidade brasileira e com as autoridades sauditas, voo da companhia Ethiopian Airlines para os brasileiros na Arábia Saudita que manifestaram interesse em retornar ao Brasil.

A embaixada esclarece que se trata de voo “charter”, cujo custo já está integralmente coberto.

Já foram encaminhadas à Ethiopian Airlines os nomes de todas as pessoas que manifestaram interesse por meio do correio eletrônico em resposta aos avisos anteriores emitidos pela Embaixada.

Cidadãos brasileiros interessados que ainda não o tenham feito podem enviar e-mail ao setor consular da embaixada (ver instruções ao fim deste Aviso).

O voo fará escalas em Jeddah, Dammam, Najran e Riade para o embarque de cidadãos brasileiros e terá como destino final São Paulo.

A data e o itinerário do voo estão sendo definidos e maiores informações serão divulgadas proximamente.

PLANO DE EMBARQUE

O plano de embarque dos passageiros indica em que aeroporto os passageiros deverão embarcar segundo a localização que cada cidadão informou no email enviado à embaixada em que manifestou sua intenção de retornar ao Brasil.

Brasileiros que não se encontrem nessas localidades deverão providenciar transporte terrestre para deslocamento a uma das cidades de embarque, conforme indicado abaixo:

- Brasileiros em Buraydah, Ha’il, Majma’ah, Ar Rass e Turayf embarcam em Riade;
- Brasileiros em Hofuf, Al-Khobar, Qatif e Al-Batha embarcam em Dammam;
- Brasileiros em Meca, Medina, Thuwal e Yanbu embarcam em Jeddah;
- Brasileiros em Abha e Jizan embarcam em Najran.

DESLOCAMENTOS AOS AEROPORTOS

Cidadãos que precisem fazer deslocamentos intermunicipais para alcançar um dos aeroportos de partida deverão estar munidos de salvo-conduto emitido pelo governo da Arábia Saudita. Uma vez enviada a solicitação pela Embaixada, a sua aceitação e, em caso positivo, o prazo de sua emissão serão da inteira responsabilidade das autoridades sauditas.

Quando solicitado pelo interessado (exclusivamente pelo email consular.riade@itamaraty.gov.br) , a Embaixada do Brasil pedirá a emissão dos salvo-condutos às autoridades competentes, que, para esse fim, exigem as seguintes informações:

- Nome completo do interessado;
- Cópia do passaporte e/ou Iqama do interessado;
- Endereço de origem;
- Endereço de destino;
- Motivo do deslocamento;
- Cópia do documento do veículo a ser utilizado;
- Caso o veículo seja dirigido por outra pessoa que não o interessado, cópia do Iqama do chofer.
- Caso mais de uma pessoa se desloque no mesmo veículo, basta que apenas um dos passageiros comunique o nome do chofer e a cópia do documento do veículo.

Sempre no caso de deslocamentos em grupos, é necessário indicar os nomes de todos os passageiros.

No caso de deslocamentos de passageiros que residam na cidade onde se encontram os aeroportos não é necessário salvo-conduto. Conforme orientação das autoridades sauditas, os passageiros devem portar documento de passagem a ser emitido pela companhia aérea.

RECOMENDAÇÕES

- A embaixada recomenda que todos os brasileiros inscritos para embarque no voo de repatriação verifiquem a validade de seus documentos de viagem.

- Sigam as recomendações de saúde e segurança das autoridades competentes.

- Durante todo o voo e processos de embarque e desembarque, é recomendado manter distância mínima de 1.5 metros dos demais passageiros, higienizar as mãos frequentemente com água e sabão ou álcool-gel, e evitar tocar a boca, os olhos ou o nariz.

-Por orientação da companhia aérea, o uso de máscaras durante o voo é obrigatório. Cada passageiro deverá providenciar sua própria máscara.