Governo determina quarentena e Campeonato Catarinense para por 14 dias

A tendência é que os treinos presenciais também sejam vetados

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 13 (AFI) - O Governo de Santa Catarina, após reunião com representantes da Federação Catarinense de Futebol (FCF), e da Associação de Clubes SC, além dos médicos dos clubes participantes do torneio, determinou a paralisação do futebol no Estado por 14 dias. A decisão foi consequência dos casos recentes de covid-19 nos clubes que disputam o Campeonato Catarinense

Ainda não foi definido se as equipes poderão seguir treinando. Nesta terça-feira será realizada mais uma reunião entre profissionais da saúde e médicos dos clubes para definir um novo protocolo sobre o retorno do futebol. Ficou acordado que as exigências serão maiores do que as adotadas anteriormente.

A Federação Catarinense de Futebol (FCF) se pronunciou no fim da noite desta segunda-feira sobre a determinação do Governo de colocar o futebol do Estado em quarentena. Com isso, ficou definido o adiamento da partida entre Tubarão e Concórdia, que aconteceria nesta terça. A entidade irá definir sobre os treinos presenciais nos próximos dias.

Federação Catarinense ficará de quarentena
Federação Catarinense ficará de quarentena

ESTADUAL
O Campeonato Catarinense havia retornado na última quarta-feira após paralisação de quase quatro meses por conta da pandemia do novo coronavírus. Mas uma série de casos positivos causaram o adiamento de todos os jogos de volta das quartas de final.

Somente a Chapecoense confirmou 14 casos entre elenco e funcionários. Também foram contaminados o técnico Moisés Egert, do Marcílio Dias, o volante Patrick, do Figueirense, dois atletas do Criciúma e dois jogadores e dois integrantes do departamento médico do Joinville.

Confira a nota oficial do Governo de SC:

Uma reunião entre Secretaria de Estado da Saúde (SES) e a Federação Catarinense de Futebol, nesta segunda-feira, 13, definiu que o Campeonato Catarinense continua suspenso pelos próximos 14 dias. Foi criada uma comissão de médicos dos clubes para avaliar a adoção de protocolo mais rígido, com o objetivo de garantir a segurança a funcionários e atletas dos clubes.

O secretário adjunto da Saúde, Aldo Baptista Neto, participou da webconferência e ouviu as demandas dos clubes e explicou detalhes sobre as medidas da portaria 466, que determinaram a suspensão das partidas por duas semanas.

A comissão, que conta com a participação de infectologistas da SES, começa a atividade nesta terça-feira. “É uma doença nova, com suas nuances e riscos diante de contato. Por isso, estaremos avaliando com esse grupo as medidas adotadas daqui para frente para atender aos clubes, garantido toda segurança aos funcionários e familiares”, disse Raquel Bittencourt, superintendente de Vigilância em Saúde da SES.

Veja a nota da FCF

Na tarde desta segunda-feira (13), dirigentes da Federação Catarinense de Futebol se reuniram com representantes da Saúde do Governo do Estado, dirigentes e médicos dos clubes e dirigentes da Associação de Clubes e do Sindicato dos Atletas.

Através de videoconferência, foram discutidas as últimas atualizações envolvendo o Campeonato Catarinense Série A 2020, o adiamento da rodada e a busca por caminhos para a competição ser completada com segurança.

O presidente da FCF, Rubens Angelotti, juntamente com o Diretor de Competições, Fábio Nogueira e os clubes da primeira divisão, debateram por cerca de uma hora sobre a situação atual com representantes da Secretaria de Saúde do Estado, como o secretário adjunto Aldo Baptista Neto, a Superintendente de Vigilância em Saúde Raquel Ribeiro Bittencourt e o diretor Fábio Gaudenzi.

Foi ressaltado o esforço dos clubes e da entidade organizadora para desenvolver um protocolo minucioso e seguro para a realização das partidas, definindo que ele será aperfeiçoado para acompanhar o cenário atual e permitir a continuidade da competição.

Após ato assinado pelo Governo do Estado no final desta tarde, o Estadual fica suspenso por 14 dias a fim de que as medidas necessárias sejam determinadas e adotadas e a retomada aconteça da melhor forma possível.

Com isso, a partida entre Tubarão e Concórdia, que aconteceria nesta terça-feira (14), foi adiada.

Amanhã uma nova reunião acontecerá para que mais detalhes sejam alinhados visando o retorno do Catarinense.