Cearense: MP do Ceará recomenda mudança de jogos se greve da segurança seguir

Segundo o promotor, nem a contratação de segurança privada é suficiente para evitar futuros problemas

por Agência Futebol Interior

Fortaleza, CE, 21 (AFI) - Em caso da persistência da greve das forças de segurança do estado do Ceará, o Ministério Público sugeriu mudança de datas nos jogos no estado. Incluindo aí a partida entre Fortaleza e Independiente dia 27 pela Copa Sul-Americana.

A iniciativa foi do promotor de justiça e coordenador do Núcleo do Desporto e Defesa do Torcedor (Nudtor), do Ministério Público do Ceará (MPCE), Edvando França. A greve de parte da Polícia Militar do estado começou nesta semana e a Força Nacional de Segurança já está em solo cearense prestando apoio.

Segundo o promotor, nem a contratação de segurança privada é suficiente para evitar futuros problemas.

MP do Ceará recomenda mudança de jogos se greve da segurança seguir
MP do Ceará recomenda mudança de jogos se greve da segurança seguir
"Segurança privada não tem preparação nenhuma. Tem que ter força pública. Não abrimos mão da força militar. A segurança privada pode complementar, mas não fazer só. O MP não vai permitir colocar o torcedor em risco. Se houver arrastão ou mortes, eles vão pagar as consequências", disse o promotor, falando ao jornal Diário do Nordeste

O coordenador do Nudtor também sugeriu o adiamento da partida entre Fortaleza e Independiente, dia 27 pela Copa Sul Americana e que o clube acate a sugestão do Ministério Público, se a greve continuar. E que os reponsáveis devem assumir a responsabilidade em levar mais de 50 mil pessoas ao estádio sem segurança Somente para essa partida, já foram vendidos mais de 40 mil ingressos.

FORTALEZA SE PRONUNCIA
Diante da situação o Fortaleza se pronunciou através de nota oficial:

“O Fortaleza Esporte Clube segue firme e forte focado na realização do Jogo 2 da primeira fase da Copa Sul-americana contra o Independiente, na Arena Castelão, em 27/02, às 21h30, conforme determinado pela Conmebol. Temos plena confiança nos valorosos homens que integram a centenária PMCE, bem como, a firme convicção na plena capacidade do Governo do Estado do Ceará, através da Secretária de Segurança Pública, de dar ao desportista cearense a segurança necessária para ir, permanecer e vir da Arena Castelão, na normalidade de sempre".