Louzer começa trabalho na Chapecoense e já foca em "final" na Copa do Brasil

Clube catarinense vai encarar o Boavista nesta quarta-feira, às 19h15, no estádio Elcyr Resende de Mendonça

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 18 (AFI) - Apresentado oficialmente, o técnico Umberto Louzer já começou a trabalhar na Chapecoense. Se o primeiro treino foi em Chapecó, o segundo e último antes do confronto diante do Boavista pela Copa do Brasil será no CT do Fluminense, já no Rio de Janeiro, local da partida desta quarta-feira, às 19h15, no estádio Elcyr Resende de Mendonça.

Mais do que o treinamento em campo para dar a primeira vitória no ano ao clube catarinense, o substituto de Hemerson Maria acredita que será necessário trabalhar a cabeça dos jogadores.

"Com o emocional lá embaixo, se colocar muita informação, o atleta não vai absorver", disse ele em entrevista coletiva.

Trabalho para a decisão. (Foto: Márcio Cunha / Chapecoense)
Trabalho para a decisão. (Foto: Márcio Cunha / Chapecoense)
DECISÃO!

A Chapecoense vem de rebaixamento no Campeonato Brasileiro e amarga a última colocação no Estadual Catarinense. Soma só três pontos em seis rodadas e vem de empate em casa, por 1 a 1, com o Criciúma. Não por acaso, a estreia na Copa do Brasil tomou ares de decisão.

"A gente sabe a importância do jogo. É eliminatório, então é uma final. Vamos em busca da vitória. (...) Urgente é passar de fase. Não conquistará a vaga indo de qualquer maneira. Vou ver os vídeos para colocar aquilo que a gente acredita na fase ofensiva e defensiva. O treinamento de hoje foi com orientações nessa fase", analisou.

Ex-jogador de Paulista, Marília, Guarani, Atlético Sorocaba, Juventude e Caxias, Umberto Louzer iniciou sua carreira de treinador no Paulista. Em 2018, assumiu o Guarani e se sagrou campeão paulista da Série A2 (equivalente a 2ª divisão). Ele ainda tem passagens por Vila Nova-GO e Coritiba.

IDAS E VINDAS!
Umberto Louzer ganhou o reforço do lateral Ezequiel, de 26 anos, mas o jogador ainda não está regularizado para o confronto da Copa do Brasil. O lateral-esquerdo Vini Freitas e o meia Yann Rolim, por outro lado, tiveram os contratos rescindidos.

"Tenho certeza que vamos reverter esse quadro adverso. Com todas as pessoas do clube, torcida, vamos reverter", finalizou o comandante.