Corinthians entra com efeito suspensivo para ter artilheiro contra o Sport

Jô levou a pena de dois jogos de suspensão por ter praticado "ato hostil" contra o zagueiro Diego Costa, do São Paulo

por Agência Estado

São Paulo, SP, 17 - O Corinthians apresentou nesta quinta-feira ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) um pedido de efeito suspensivo para o atacante Jô, que foi punido com dois jogos de suspensão na última segunda-feira. O clube tenta liberar o centroavante para atuar contra o Sport, na próxima semana, pelo Brasileirão.

Jô levou a pena de dois jogos de suspensão por ter praticado "ato hostil" contra o zagueiro Diego Costa, do São Paulo, no clássico contra o Corinthians. Ele cumpriu uma partida na última quarta-feira, ao desfalcar a equipe na vitória por 3 a 2 sobre o Bahia, em jogo da 11ª rodada.

Corinthians espera contar com o artilheiro Jô contra o Sport
Corinthians espera contar com o artilheiro Jô contra o Sport
Com o pedido de recurso apresentado pelo Corinthians, o processo passa agora para o Pleno do STJD, que dará o veredicto final. Se a pena for mantida, Jô será novamente desfalque contra o Sport e depois estará liberado para ficar à disposição.

PODERIA SER PIOR
Jô havia sido denunciado inicialmente por praticar agressão física, prevista no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que poderia ter pena de quatro a 12 partidas de suspensão.

No entanto, o ato foi desclassificado para o artigo 250, que é "praticar ato desleal ou hostil durante a partida". Em seu julgamento, Jô disse ter dado um "empurrão" em Diego Costa, que afirmara ter levado um soco.

Contra o Bahia, o Corinthians atuou sem um atacante de referência. Jô cumpriu suspensão e Mauro Boselli se recupera de lesão.

O técnico interino Dyego Coelho escalou o meia Mateus Vital como "falso 9". No banco, o treinador tinha o jovem Cauê, que subiu do sub-20 para ficar como opção.