Série B: Interino deixa futuro nas mãos da diretoria do Criciúma: "Sou funcionário"

Wilsão é auxiliar fixo do clube e já deixou claro que não tem pretensões de virar treinador

por Agência Futebol Interior

Criciúma, SC, 13 (AFI) - A diretoria do Criciúma ainda não definiu quem será o substituto de Gilson Kleina na sequência do Campeonato Brasileiro da Série B e por isso o auxiliar Wilsão deve comandar o time mais uma vez de forma interina na sexta-feira, contra o Londrina, no Estádio do Café.

Auxiliar fixo do clube, Wilsão já deixou claro que não tem pretensões de virar treinador, mas encararia com tranquilidade a função se a diretoria optar pela sua efetivação.

O auxiliar Wilsão comandou o Criciúma interinamente na vitória sobre o Sport (Foto: Caio Marcelo/Criciúma)
O auxiliar Wilsão comandou o Criciúma interinamente na vitória sobre o Sport (Foto: Caio Marcelo/Criciúma)
"Eu sou funcionário do clube. Se achar por bem eu treinar mais um jogo, se achar por bem trazer um treinador ou se achar por bem eu ficar até o fim do ano, eu fico com muita tranquilidade. Estou em paz e tranquilo", afirmou Wilsão, que comandou o Criciúma na vitória sobre o Sport, por 1 a 0, no último domingo.

A expectativa, porém, é que a diretoria contrate um treinador nos próximos dias. O nome mais forte é o de Roberto Cavalo, que está sem clube depois de deixar o Botafogo-SP na semana passada. As conversas foram intensificadas no último sábado.

Na 15ª colocação da Série B, o Criciúma tem 16 pontos em 15 jogos. A diferença para a zona de rebaixamento é de apenas dois.