Presidente do Flu revela desejo, mas confessa não ter dinheiro para ex-seleção

Se Fred está distante, o zagueiro Nino é praticamente do Fluminense

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 13 (AFI) - O presidente Mário Bittencourt, não é de hoje, sonha em ver o experiente atacante Fred novamente no Fluminense, mas ele sabe que hoje a situação é complicada. O ex-jogador da Seleção Brasileira tem contrato com o rebaixado Cruzeiro até o final de 2020, sem falar no alto salário. O Tricolor não tem condições de pagar nem perto do que o camisa 9 recebe.

"O desejo de repatriar o Fred sempre existiu, até antes da eleição. Jogador que gosto muito e um dos maiores ídolos da história do clube. Temos uma relação de amizade também. (...) Ele tem contrato com o Cruzeiro até o fim de 2020, com salário muito além das nossas possibilidades. Não temos nem como chegar perto do que ele ganha lá", explicou o mandatário.

"Não fomos procurados por nenhum representante dele e do Thiago Neves. Nem nós procuramos. É isso. Neste exato momento não há nenhuma conversa aberta com ele. Zero. Sigo dizendo que há um interesse sim. Mas no momento ele está vinculado a outro clube. Mas futebol é um dia após o outro", completou Bittencourt.

Apaixonado por Fred. (Foto: Maílson Santana / Fluminense)
Apaixonado por Fred. (Foto: Maílson Santana / Fluminense)
FECHADO!

Se Fred está distante, o zagueiro Nino é praticamente do Fluminense. O jogador foi emprestado pelo Fluminense com possibilidade de compra por R$ 5 milhões de 50% dos direitos federativos.

"O Nino estamos muito bem encaminhado. Havia uma opção de compra do Flu com Criciúma por 50% dos direitos. Consegui, com o mesmo valor, comprar um percentual maior. O presidente do Criciúma entendeu. Temos um crédito a receber do Corinthians e usamos parte desta verba. O contrato está para ser assinado hoje (sexta-feira). Estamos perto de chegar a um acordo salarial com o Nino. Contrato é para os próximos três anos. A chance dele ficar é de 95%", revelou.