Presidente do Goiás critica São Paulo: 'Ninguém me procurou, eu fui atrás'

Esmeraldino do Cerrado receberia Tricolor do Morumbi, no estádio Serrinha, em Goiânia (GO), na tarde deste domingo

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 09 (AFI) - Logo após a confirmação da suspensão do duelo entre Goiás e São Paulo, que se enfrentariam na tarde deste domingo, no estádio Serrinha, em Goiânia, pela abertura do Brasileirão, o presidente esmeraldino, Marcelo Almeida, criticou os tricolores.

"O São Paulo agiu de forma bastante fria. Veio aqui com o propósito de ir para o jogo, caso ele existisse. Como eu sabia que tínhamos dado entrada com o pedido de liminar no STJD e estávamos a poucos minutos de ter essa liminar referendada, procurei o Raí (diretor de futebol do São Paulo), que está aqui em Goiânia, e posicionei: 'olha, vocês estão entrando em campo, mas pode acontecer de ter uma liminar a nosso favor'. Ele falou: 'vamos esperar o comunicado oficial'. Uma coisa fria, ninguém me ligou, me procurou, eu que fui atrás e avisei", disse o mandatário ao SporTV.

RELEMBRE O CASO
Ao longo de todo o dia, o imbróglio se arrastou após os resultados saírem e indicarem que dez atletas goianos, com cerca de oito jogadores titulares, foram diagnosticados com o novo coronavírus. Os donos da casa haviam relacionado 23 nomes para a estreia.

Marcelo Almeida
Marcelo Almeida

Após o laboratório escolhido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), parceiro do Albert Einstein, alegar falha nas primeiras amostragens na quinta-feira (confira detalhes abaixo, na nota oficial), o Verdão realizou novos exames na sexta e recebeu os resultados apenas na manhã de domingo.

Depois, até tentou uma contraprova e, paralelamente a isso, se movimentou para adiar o confronto. Faltando menos de dez minutos para o início do confronto, previsto para começar às 16h, chegou a informação: o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) mandou suspender o duelo. Pouco depois das 16h, a CBF se manifestou em breve nota divulgada nas redes sociais, confirmando a suspensão do duelo