Guarani gasta horas de conversa fiada, mas não consegue acertar com Renê Simões

Técnico quer respaldo para os jogadores e melhor estrutura no clube para assumir o desafio na Série B

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 29 (AFI) – Ainda não foi desta vez que os dirigentes chegaram num consenso para definir o substituto do técnico Roberto Fonseca, que saiu do clube na semana passada. Mesmo tendo vindo do Rio de Janeiro para Campinas, Renê Simões ficou horas no clube e voltou para casa sem uma definição.

Por enquanto, o time continua sem um técnico para a sequência do Campeonato Brasileiro da Série B, com a agravante de segurar a lanterninha e humilhado pelas torcidas rivais.

Renê Simões quer melhor estrutura e respaldo aos jogadores
Renê Simões quer melhor estrutura e respaldo aos jogadores

HORAS NO BRINCO
Simões passou várias horas desta quinta-feira no estádio Brinco de Ouro. Esteve reunido com quatro dirigentes, entre eles o novo presidente do Conselho e de Administração (CA), Ricardo Moisés. Toda esta falta de sintonia e neste processo de indefinição, o clube pode receber mais um ‘não’, agora do renomado Renê Simões.

As negativas para assumir o comando do time se acumularam nos últimos dias: Gilson Kleina,Jorginho, Geninho, Lisca e Vadão. O preferido de alguns dirigentes e grande parte da torcida seria Vadão, mas existe uma pendência financeira em sua última passagem pelo clube em 2017.

Estevam Soares, coordenador de futebol
Estevam Soares, coordenador de futebol
As negativas estariam ligadas à falta de credibilidade dos dirigentes, bem como a falta de estrutura do clube e a decantada dificuldade financeira. E até mesmo a falta de transparência em que comanda o futebol, que continuaria veladamente nas mãos do presidente eleito Palmeron mendes Filho

DIFERENÇA PEQUENA
As partes não chegaram a um acordo financeiro.

“A diferença é pequena, que facilmente dá para acomodar. Mas quero algumas condições para trabalhar com tranquilidade, podendo dar total garantias aos jogadores que são os personagens que resolvem dentro de campo” – comentou Simões, sempre de forma elegante.

O novo presidente do Conselho Administrativo, Ricardo Moisés, que assumiu a função nesta semana, evitou comentar detalhes, mas confirmou que está confiante num acordo. Antes, porém, quer levar o assunto à apreciação de todo o CA.

PONTOS IMPORTANTES
Inicialmente, antes da conversa com o dirigente, Renê Simões conheceu todas as instalações do clube ao lado de Estevam Soares, novo coordenador de futebol.

“Sai com o Estevam pelo clube olhando tudo e pontuando as coisas que devem ser feitas. A recuperação do time passa por diversos itens que foram expostos por mim aos dirigentes” – completou Simões.

Thiago Carpini acha que a sorte mudou
Thiago Carpini acha que a sorte mudou

CARPINI SEGUE INTERINO
Enquanto o acordo ainda não acontece, o auxiliar técnico fixo, Thiago Carpini, segue no comando interino. Ele já dirigiu o time nas duas últimas rodadas, perdendo por 3 a 2 para o América-MG, em Belo Horizonte (MG) e ganhando por 1 a 0 do Londrina, em Campinas.

Carpini já está confirmado no comando diante do Figueirense, no sábado, às 16h30, no estádio Orlando Scarpelli, em mais um duelo direto na luta contra a zona de rebaixamento.

O Guarani ainda é o lanterna com apenas 16 pontos em 19 disputados no primeiro turno.

O Guarani começou a disputa da Série B com Vinícius Eutrópio e depois teve Roberto Fonseca. Enquanto o terceiro comandante não é definido o departamento de futebol busca reforços.

CONFIRA OS TRÊS MAIS NOVOS REFORÇOS DO BUGRE !