Carpini é o 10º treinador a vencer o Dérbi Campineiro pelo Guarani em 60 anos

Vitória em cima da Ponte Preta encaminhou classificação do Bugre ao mata-mata do Paulistão

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 26 (AFI) - A vitória histórica em cima da Ponte Preta, na última semana, foi fundamental para Thiago Carpini entrar em grupo seleto de treinadores do Guarani.

Afinal, com o resultado positivo em cima do maior rival, o ex-zagueiro torna-se apenas o décimo técnico a sair vitorioso do Dérbi Campineiro no recorte dos últimos 60 anos à frente do Bugre.

O atual comandante, inclusive, está invicto nos clássicos contra a Ponte Preta na beira do gramado: um triunfo (2020) e um empate (2019).

Com vitória no Dérbi 196, Carpini entra para grupo seleto no Guarani - David Oliveira / Guarani FC
Com vitória no Dérbi 196, Carpini entra para grupo seleto no Guarani
ETERNIZADO

Com o triunfo, fundamental para encaminhar classificação às quartas de final do Campeonato Paulista, Carpini passa a integrar um grupo recheado de nomes identificados com clube e torcida: Oswaldo Alvarez (4 vitórias), Pepe (1), Giba (1), Carlos Alberto Silva (5), Flamarion (1), Zé Duarte (6), Lori Sandri (1), Godê (1) e Armando Renganeschi (2).

Entre 1960 e 2020, Guarani e Ponte Preta se enfrentaram em 95 oportunidades, mas com apenas 23 triunfos alviverdes.

O técnico mais vitorioso neste período foi Zé Duarte (6). Em uma das passagens pelo Brinco de Ouro, profissional sagrou-se campeão da Taça de Prata de 1981. Carlos Alberto Silva, treinador do elenco campeão brasileiro em 1978, contabiliza cinco, enquanto Oswaldo Alvarez, invicto no clássico campineiro, soma quatro.

SAIBA MAIS

Em 60 anos, todavia, foi comum perceber vários treinadores bugrinos fracassarem no clássico contra a Ponte.

No total, aliás, 27 nomes tentaram vencer a Alvinegra, ao menos uma vez, mais sem sucesso. Entre os nomes de maior popularidade estão: Jair Picerni, Luiz Carlos Ferreira, Zetti, Luís Carlos Barbieri, Levir Culpi, Candinho, Eli Carlos, Carlos Gainete Filho, entre outros.

Os mais recentes, neste caso, são Roberto Fonseca, Osmar Loss, Umberto Louzer, Zé Teodoro e Luciano Dias.