Após temporada desastrosa na Série C, presidente do Imperatriz-MA renuncia o cargo

Com apenas um ponto conquistado na Série C deste ano, o Imperatriz foi o primeiro rebaixado da temporada

por Agência Futebol Interior

São Luís, MA, 30 (AFI) - Na manhã desta quarta-feira, Adauto Carvalho, presidente do Imperatriz, renunciou ao cargo por meio de uma entrevista coletiva, após uma temporada desastrosa e cheia de polêmicas à frente do clube.

Com apenas um ponto conquistado na Série C deste ano, o Imperatriz foi o primeiro rebaixado da temporada e teve a pior campanha da história da competição.

DECISÃO

Segundo Carvalho, a gestão não possui mais condição financeira de permanecer à frente do time e justificou a decisão alegando que completou o triênio.
Foto: Ananda Portilho
Foto: Ananda Portilho
"Começamos a gestão um ano antes, então contando com mais dois anos que ficamos à frente, completamos o triênio. Estou colocando o cargo à disposição. No próprio Conselho Deliberativo tem diversas pessoas capacitadas para assumir o Cavalo de Aço", disse o presidente, que acabaria seu mandato no fim de 2021.
POLÊMICAS
A maior polêmica da gestão de Adauto foi quando a JB Sports, empresa que comandava o futebol do Imperatriz rompeu com o clube, levando vários jogadores embora do time, o que gerou uma temporada desastrosa.
Ainda em seu mandato, o presidente deixa o time com uma dívida de cerca de R$ 250 mil, contraída em uma contratação irregular junto ao Fênix-URU, feita em sua gestão, que gerou até uma punição na Fifa.