Inglês: Manchester United estreia com vexame em casa e perde do Crystal Palace

Em pleno estádio Old Trafford, o Manchester acabou derrotado por 3 a 1, placar até modesto pelo apresentado em campo pelas equipes

por Agência Estado

Campinas, SP, 19 - Frustração, vexame e vergonha. Sobram adjetivos para a estreia do Manchester United na temporada 2020/2021 do Campeonato Inglês, já pela segunda rodada. Dominado do começo ao final pelo Crystal Palace, em pleno estádio Old Trafford, em Manchester, acabou derrotado por 3 a 1, placar até modesto pelo apresentado em campo pelas equipes.

LEI DO EX

Wilfried Zaha, ex-jogador do time de Manchester, anotou dois gols e foi o grande destaque de um dos mais impressionantes resultados da história do Crystal Palace. Para se ter noção do tamanho da tragédia de um e do feito de outro, o clube de Londres não havia feito mais de dois gols em nenhum jogo na temporada passada.

Foto: Divulgação / Crystal Palace
Foto: Divulgação / Crystal Palace

Destaque negativo para o setor defensivo do Manchester United, que errou o tempo todo. Victor Lindelöf teve uma atuação para se esquecer. O sueco deixou Schlupp cruzar para Townsend no primeiro gol, fez pênalti (mão na bola), convertido por Zaha, e ainda perdeu dividida para o marfinense no lance do terceiro gol.

GOL DE HONRA

Estreante no Manchester United, Van de Beek fez o gol de honra dos anfitriões, quando o placar estava 2 a 0 e sugeriu uma reação. Ele aproveitou um bate-rebate. Faltavam 10 minutos para o final, mas a busca pelo empate levou ducha de água fria com Zaha definindo cinco minutos mais tarde.

Dominante durante os 90 minutos, o Crystal Palace poderia ter aumentado ainda mais o vexame dos comandados do técnico norueguês Ole Gunnar Solskjaer. Vale lembrar que, na temporada passada, o time londrino também surpreendeu em Old Trafford, ganhando por 2 a 1.

LOUCURA

A primeira vitória do Leeds United em seu retorno à primeira divisão do Campeonato Inglês, depois de 16 anos, foi ao estilo do técnico argentino Marcelo Bielsa. Time atacando o tempo todo, correndo riscos atrás e com muitos gols. Comandado pelo português Hélder Costa, que marcou duas vezes, triunfo por 4 a 3 sobre o Fulham, em casa.