Luverdense elege novo presidente e não corre mais riscos de fechar as portas

Sem candidatos à presidência em um primeiro momento, o clube correu risco de encerrar as atividades em 2020

por Agência Futebol Interior

Lucas do Rio Verde, MT, 08 (AFI) – Um dos times mais emergentes do futebol brasileiro nos últimos anos, o Luverdense tem um final de temporada conturbado e corria risco até mesmo de fechar as portas, já que não havia candidato à presidência do clube.

Uma reunião no último sábado, no entanto, selou o destino do clube deu sobrevida à instituição que vem crescendo no cenário do futebol nacional.

Guilherme Lawisch foi eleito como novo presidente do clube, ele é filho de Helmute Augusto Lawisch, fundador do Luverdense e presidente desde o início das atividades do clube.

Helmute entendia que era hora de passar o bastão, mas não houve interesse de outro grupo em assumir o clube em um primeiro momento. Assim, Guilherme Lawisch dá continuidade ao trabalho do pai, com Helmute assumindo o cargo de executivo de futebol.

Sem candidatos à presidência, o Luverdense correu risco de fechar as portas em 2020
Sem candidatos à presidência, o Luverdense correu risco de fechar as portas em 2020
“Vamos trabalhar muito, contar com o apoio da sociedade de Lucas do Rio Verde. Temos competições importantes como a Copa do Brasil, que dá uma boa premiação se passarmos de fase, mas não podemos contar com isso. Conseguimos fechar um orçamento básico e já podemos fechar o ano sem sustos”, afirmou o novo presidente.

NOVO TREINADOR
O técnico da equipe em 2020 será o ex-jogador Zé Roberto. Zagueiro importante do Luverdense e capitão nas principais conquistas, ele terá sua primeira experiência como treinador na temporada que se inicia em janeiro.

“O objetivo principal é recolocar o Luverdense na Série C e, em seguida, na Série B. Mas eu sei que tudo deve ser feito com calma, passo a passo. Já estamos montando o elenco e temos alguns nomes com quem queremos trabalhar. Vamos, aos poucos, reestruturando a equipe”, disse Zé Roberto.