Atrapalhado por lesões e com 37 anos, atacante ex-Corinthians quer ficar no Náutico

Contratação de renome, Jorge Henrique mal conseguiu jogar durante toda a temporada

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 5 (AFI) - Ainda se recuperando de uma lesão no tendão de Aquiles, sofrida em junho, o atacante Jorge Henrique pensa em continuar jogando pelo Náutico na próxima temporada. A renovação, no entanto, vai depender da análise que diretoria e que comissão técnica farão sobre a situação do veterano, que já tem 37 anos e mal conseguiu jogar durante a temporada.

O jogador já manifestou a vontade de seguir no Timbu, clube que o revelou para o futebol, em meados dos anos 2000. "Quero me recuperar e ficar, mas sei que depende da diretoria", chegou a dizer o atacante após a conquista do título da Série C.

Foto: Léo Lemos / CNC
Foto: Léo Lemos / CNC
Credenciado por grandes conquistas, como a Libertadores e o mundial pelo Corinthians, Jorge Henrique chegou ao Náutico, clube pelo qual ele foi revelado, recebendo um dos maiores salários do elenco. Uma série de problemas por lesão, no entanto, impediram que ele tivesse sequência, tanto que teve apenas 17 aparições em campo, 12 como titular.

GESTO DE GRATIDÃO
A última vez em que o atacante jogou foi no dia 1º de junho, no empate por 2 a 2 com o Globo, pela Série C. Na ocasião, ele rompeu o tendão de Aquiles, problema que o tirou do restante da temporada. Machucado, ele aceitou abrir mão de parte do seu salário para ajudar o Náutico. A medida foi tomada em reunião com a diretoria, que ficou bastante grata e redirecionou o dinheiro para trazer reforços, como o meia Jean Carlos e o atacante Paulinho.