Palmeiras joga para se manter vivo no Brasileiro e adiar possível título do Fla

Se o Verdão não vencer o Grêmio, o Flamengo já será campeão brasileiro mesmo sem entrar em campo

por Agência Estado

São Paulo, SP, 24 (AFI) - O Campeonato Brasileiro pode ter pela primeira vez na história a definição de um título sem o time campeão estar em campo. O Flamengo é quem pode na tarde deste domingo comemorar a conquista em plena folga, desde que o Palmeiras não derrote o Grêmio, no Allianz Parque, às 16h. Apenas a vitória do time alviverde é capaz de manter a disputa viva pelo menos até a próxima rodada.

A chance de ter a definição só é possível porque o Flamengo tem 13 pontos de vantagem e um jogo a mais do que o vice-líder, o Palmeiras. A equipe rubro-negra não entra em campo neste fim de semana pois disputou a final da Copa Libertadores no sábado. O time antecipou o compromisso previsto para esta rodada ao enfrentar o Vasco no dia 13.

Ainda assim, o Flamengo vai acompanhar atentamente a movimentação do placar no Allianz Parque para quem sabe voltar a comemorar a conquista do Brasileiro após dez anos. Se o empate ou a derrota do Palmeiras não vierem, a nova chance de ser campeão será na quarta-feira, ao receber o Ceará, no Maracanã, em busca de uma vitória simples.

Se for campeão neste domingo, o Flamengo será o primeiro time brasileiro a celebrar a conquista nacional pela televisão, sem estar em um jogo. Mesmo desde a adoção do formato dos pontos corridos, em 2003, o campeão sempre estava em campo quando houve a definição do título.

Quem passou por experiência semelhante anos atrás foi a Inglaterra. Em 2016, a zebra Leicester City se sagrou campeã com o elenco inteiro reunido na frente da televisão, à espera de um resultado favorável. O time havia jogado no domingo e precisou aguardar o tropeço do adversário direto na noite de segunda-feira para se declarar campeão.

O Palmeiras, do técnico Mano Menezes, precisa de uma improvável série de resultados para superar o Flamengo e se tornar campeão. A equipe tem de ganhar as cinco partidas restantes e torcer para o rival carioca conseguir no máximo um empate nos quatro compromissos que lhe restam. Realista, o próprio elenco considera muito difícil tal façanha se concretizar.

"A gente sabe que está muito difícil, que é muito complicado, não pode ficar se enganando à toa. Tem de terminar o campeonato bem, na segunda colocação, que é importante para o clube", admitiu o atacante Dudu ao fim da última rodada.

A pouca expectativa por uma reviravolta no Brasileiro deixou a semana do Palmeiras até mais leve. Os jogadores trabalharam na Academia de Futebol em clima tranquilo, distante de se ter um ambiente de intensa cobrança. Mano chegou a ensaiar nas atividades variações no time titular, como as entradas do meia Lucas Lima e do atacante Borja.

A principal dúvida é sobre a presença de Luiz Adriano. O atacante tenta se recuperar de lesão na coxa direita e pode atuar. Quem retorna ao time é o zagueiro Gustavo Gómez, que esteve ausente do último compromisso para servir a seleção paraguaia. Com lesão na panturrilha esquerda, o volante Felipe Melo fica fora.

Além de se manter vivo na busca ao Flamengo, o Palmeiras tem a motivação de bater o Grêmio para uma espécie de revanche. O time gaúcho foi o responsável pela eliminação nas quartas de final da Copa Libertadores, sacramentada com derrota de virada por 2 a 1, no Pacaembu. O resultado deu início a uma crise, agravada cinco dias depois ao perder pelo Brasileiro por 3 a 0 para Flamengo, Maracanã. O resultado decretou a demissão do técnico Luiz Felipe Scolari.

META
Diante da dificuldade de conquistar o título brasileiro, o Palmeiras pode fechar a temporada com pelo menos um objetivo alcançado. Terminar como vice-campeão é uma marca importante financeiramente, pois a premiação é de R$ 31,3 milhões, ante R$ 29,7 milhões para o terceiro colocado. O valor será pago pela CBF. O concorrente direto do Palmeiras nessa corrida é o Santos.

Mercado da Bola
Palmeiras-SP
Elenco ainda não definido
  • Goleiros

    Weverton e Jailson

  • Laterais

    Marcos Rocha, Mayke, Diogo Barbosa e Victor Luis

  • Zagueiros

    Antônio Carlos, Gustavo Gómez, Luan, Vitor Hugo, Pedrão

  • Volantes

    Felipe Melo, Bruno Henrique, Matheus Fernandes, Jean e Ramires

  • Meias

    Gustavo Scarpa, Lucas Lima, Raphael Veiga e Zé Rafael

  • Atacantes

    Artur, Dudu, Deyverson, Carlos Eduardo, Gabriel Veron, Iván Angulo, Luiz Adriano e Willian

  • Técnico

    Vanderlei Luxemburgo