Paulistão: 'Ramires ainda vai crescer muito no Palmeiras', prevê Luxemburgo

Após problemas físicos em 2019, volante tem sido titular com o novo treinador do Verdão

por Agência Estado

São Paulo, SP, 27 - O chute que Ramires acertou na trave do goleiro Tiago Volpi simbolizou a boa atuação do volante no empate entre Palmeiras e São Paulo, por 0 a 0, neste domingo, pela segunda rodada do Campeonato Paulista.

O jogador de 32 anos foi um dos melhores em campo no primeiro clássico do torneio. O técnico Vanderlei Luxemburgo afirma que ele deve produzir ainda mais pelo time nos próximos jogos.

"O Ramires ainda vai crescer. Vocês (imprensa) não têm os números que nós temos. Ele não está em fim de carreira. O único problema é que ele está sem treino, mas ele ainda vai dar muitas alegrias ao torcedor do Palmeiras", elogiou o treinador em entrevista coletiva.

Ramires em ação no clássico com a camisa do Palmeiras - César Greco / Ag. Palmeiras
Ramires em ação no clássico com a camisa do Palmeiras
Além da finalização que quase resultou em gol, Ramires foi preciso nos desarmes e nas antecipações.

"A marcação dele foi excelente, com arrancadas, roubadas de bola. Na China, ele não tinha muita qualidade treinos. Nesse momento, é importante prevenir para que ele não tenha lesões", afirmou o técnico.

TRAJETÓRIA

Ramires chegou ao Palmeiras no meio do ano, após o contrato com o Jiangsu Suning se encerrar. Foi uma indicação do então treinador Luiz Felipe Scolari. Sua readaptação ao futebol brasileiro foi difícil.

O jogador teve de passar por um recondicionamento físico, por conta de um tratamento para uma lesão antiga, na época em que ainda jogava na China, que não surtiu o efeito esperado. Ele atuou apenas em três partidas.

"Vamos passo a passo em um processo de evolução. Estou pegando mais ritmo, mas acho bom que consegui ajudar a equipe", diz o jogador que atuou na seleção brasileira nas Copas do Mundo de 2010 e 2014.