Convocação interrompe almoço e faz Gabriel Menino chorar ao lado da mãe

A CBF divulgou a lista às 12h30, quando o jogador do Palmeiras nem pensava em procurar informações

por Agência Estado

São Paulo, SP, 18 - A convocação da seleção brasileira nesta sexta-feira mudou completamente o dia do jogador Gabriel Menino, do Palmeiras. Chamado pelo técnico Tite para atuar como lateral-direito do elenco que vai iniciar a disputa das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, o garoto de 19 anos não esperava ser lembrado, tanto é que na hora do anúncio estava almoçando e só soube da novidade após receber uma ligação do seu empresário.

A CBF divulgou a lista às 12h30, quando o jogador do Palmeiras nem pensava em procurar informações.

SURPRESO

"Eu estava almoçando com a minha mãe, meu empresário ligou, e me deu parabéns. E eu falei: 'de novo?', achei que era pelo meu gol (contra o Bolívar, pela Copa Libertadores). Ele então falou que eu ia vestir a amarelinha, e eu não entendi. Então ele mandou o vídeo (da convocação)", contou Gabriel Menino em entrevista coletiva.

O palmeirense está na lista montada para defender o Brasil nas partidas contra Bolívia, na Neo Química Arena, e Peru, em Lima, pelas duas pela primeiras rodadas das Eliminatórias. Após ter defendido o Brasil nas seleções de base, logo no primeiro ano como profissional o jogador ganha espaço também para ser lembrado pela equipe principal.

EMOÇÃO

Depois de ver o anúncio de Tite e de confirmar que de fato estava convocado, Gabriel Menino não se conteve.

"Eu me emocionei, fui para meu quarto e minha mãe também. Choramos juntos e foi assim que fiquei sabendo", disse. "Eu me surpreendi. Sabia que ia ter a convocação, e claro que a gente sonha, mas não esperava que seria convocado tão já", explicou.

Gabriel Menino afirmou que tem Neymar como jogador preferido na seleção brasileira, mas se espelha principalmente em Gabriel Jesus, por ter revelado na base do Palmeiras. "O jogador que eu mais admiro é o Neymar e o Gabriel Jesus também, que saiu daqui, fez história. Também quero fazer como ele, fazer história aqui e ir para um time da Europa, como ele foi", comentou.