Red Bull Brasil x São Bernardo - Bernô pode dormir na liderança!

O time comandado por Marcelo Veiga vem de vitória sobre o São Bento na estreia da Série A2

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 24 (AFI) - O São Bernardo é um dos dois times que entram em campo neste sábado de olho na liderança isolada do Campeonato Paulista da Série A2. Em Campinas, o Bernô encara o Red Bull Brasil, às 16 horas, no Moisés Lucarelli, pela segunda rodada.

Na estreia, o São Bernardo recebe o São Bento no Primeiro de Maio e ganhou por 1 a 0. Já o Red Bull Brasil enfrentou o Atibaia no Estádio Décio Vitta, em Americana, e voltou para casa com um ponto na bagagem depois de ter empatado por 2 a 2.

São Bernardo vai atrás da segunda vitória no Paulista da Série A2 (Foto: Rodrigo Dod/Magnum)
São Bernardo vai atrás da segunda vitória no Paulista da Série A2 (Foto: Rodrigo Dod/Magnum)
MESMAS FORMAÇÕES?

O técnico Alexandre Lemos ficou satisfeito com o futebol apresentado pelo Red Bull Brasil na estreia e por isso vai manter a mesma formação do empate com o Atibaia.

A expectativa é que o time esteja mais leve. Na estreia, muitos jogadores estavam fazendo as suas primeiras partidas como profissionais.

Assim como o Toro Loko, o São Bernardo não deve ser muito diferença do time que iniciou diante do São Bernardo. O técnico Marcelo Veiga chegou a fazer alguns testes.

Na defesa, o treinador está em dúvida entre Leandro Amaro e Ferreira para ser o companheiro de Guilherme Mattis. Já no meio-campo, Léo Cereza e Natan disputam uma vaga.

Ficha Técnica

Fase
Primeira Fase
Rodada
2ª rodada
Data
25/01/2020
Horário
16h00
Local
Moisés Lucarelli - Campinas (SP)
Árbitro
Rodrigo Pires de Oliveira

Assistentes
Rafael Tadeu Alves de Souza e Guilherme Holanda Moura Lima

Cartões Amarelos
Red Bull Brasil: Rayne, Marcos Vinícius
São Bernardo: Thawan , Rodrigo Souza, Guilherme Mattis

Gols
Red Bull Brasil: Wagner 2' 2T
São Bernardo: Theo 23' 2T (contra)
Red Bull Brasil
Jordan;
Nhayson (Marcel Cerezo), Rayne, Jhonatan e Guilherme;
Marquinhos (Venicio), Theo e Cristiano;
Wagner, Pablo (Rodrigo) e Chrigor.
Técnico: Alexandre Lemos
São Bernardo
Moisés Jr;
Lucas Mota, Ferreira (Leandro Amaro), Guilherme Mattis e Pará;
Rodrigo Souza, Marlyson (Ítalo), Natan e Thawan;
Gildo e Léo Cereja (Léo Jaime).
Técnico: Marcelo Veiga