Paulista A2: Presidente do Penapolense, Nilso Moreira cobra respeito aos adversários

"Todos nós somos irmãos, independente de cor, religião, sexo, raça, clubismo e ideal político”, lembrou

por Agência Futebol Interior

Penápolis, SP, 21 (AFI) - O presidente do Penapolense, Nilso Moreira, cobrou de todos, em especial dos torcedores capeano, respeito aos adversários. O Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado, no Brasil, no dia 20 de novembro e foi criado em 2003 como efeméride incluída no calendário escolar — até ser oficialmente instituído em âmbito nacional mediante a lei nº 12.519, de 10 de novembro de 2011.

Cerca de mil cidades em todo o país e nos estados de Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso e Rio de Janeiro, através de decretos estaduais, guardam feriado nesta data.

“É importante lembrarmos a importância deste dia. Todos nós somos irmãos, independente de cor, religião, sexo, raça, clubismo e ideal político”, lembrou.

Para ele, nosso país sempre demonstrou racismo, mas que sente uma melhora com o passar dos anos, em especial por conta de eventos como o a data celebrada hoje.

Foto: Silas Reche Produções Fotográficas
Foto: Silas Reche Produções Fotográficas
“No futebol, sabemos que existe muito esta situação racista, em especial através de torcedores que ficam à beira do alambrado ofendendo os jogadores com cantos homofóbicos ou racista”, contou.

O presidente pediu para que todos deem as mãos e passamos a sermos unidos, irmãos em confraternização.

“É isso a ideia do esporte e em especial no futebol, a confraternização entre os povos. Nos jogos do Penapolense, eu peço que respeitemos o ser humano, inibindo, seja canto homofóbico ou racista”, finalizou.

Mercado da Bola
Penapolense-SP
Elenco ainda não definido
  • Goleiros

    Wendell Ferreira, Bruno e Thiago;

  • Laterais

    Douglas Dias, Mário Sérgio, Gabriel Araújo;

  • Zagueiros

    Gualberto, Felipe Bortolucci e Juliano;

  • Meias

    Washington, Junior Palmares e Yan Maciel, Pablo, Makelele, Luiz Menezes, Nemetz, Rafinha;

  • Atacantes

    Rafinha, Alexandro, Márcio Jonatan, Alex Créu, Rodolfo e Marcelinho;

  • Técnico

    Edison Só