Sampaio deixa portas abertas para Brigatti e confirma auxiliar como treinador

O presidente Sérgio Frota falou sobre a saída do treinador, que fechou com a Ponte Preta

por Agência Futebol Interior

São Luis, MA, 21 (AFI) - “Infelizmente, as limitações financeiras do futebol maranhense nos impedem de manter um profissional como o Brigatti”, foram com essas palavras que o presidente Sergio Frota confirmou a saída do técnico João Brigatti, que acertou seu retorno à Ponte Preta, divulgado de forma EXCLUSIVA pelo Futebol Interior.

Frota fez questão de ressaltar o profissionalismo adotado pelo treinador durante todo o período em que esteve no clube.

“Agradeço ao Brigatti, que além de competente, sempre foi correto com o clube e agiu profissionalmente em todos os momentos. Recusou propostas muito vantajosas ano passado, durante a Série C, e em nome de um projeto resolveu permanecer até o fim, conquistando o acesso e o vice-campeonato brasileiro", falou o treinador, que completou.

"Foi um treinador muito importante para o Sampaio, assim como o Sampaio foi importante para ele, após a saída do Paysandu. Aqui, recebia um salário muito acima dos padrões do futebol maranhense, e agora vai receber mais do que o dobro na Ponte. Valorizou-se, então, é justo. É um grande profissional, que vai, mas deixa as portas abertas”, ressaltou.

Brigatti foi muito elogiado por Sérgio Frota. Foto: Lucas Almeida
Brigatti foi muito elogiado por Sérgio Frota. Foto: Lucas Almeida
CHAMOU A TORCIDA!
O presidente Tricolor usa o episódio para alertar o torcedor sobre a necessidade de abraçar o time, afirmando que a Bolívia só subirá de patamar com a presença ativa da sua torcida na vida do clube.

“O futebol maranhense, não é novidade pra ninguém, enfrenta muitas dificuldades, principalmente financeiras, e isso atinge diretamente os clubes, pela falta de apoio e incentivo. Então, mais do que nunca, é preciso que a nossa torcida nos apoie, porque o momento é delicado, e só unindo forças teremos condições de montar uma equipe sólida para enfrentar pela frente um campeonato difícil como é a Série B”, frisou.

Em São Paulo, tentando viabilizar recursos, que foram perdidos em 98 minutos com a desclassificação na Copa do Brasil para o Águia Negra, Frota adiantou que o auxiliar Júnior Amorim assumirá o comando da equipe, com apoio do Marcelo Mendes, membro da comissão técnica. Frota ainda irá até o Rio de Janeiro para reuniões na CBF e tomará outras definições assim que retornar a São Luís.