SAFESP dá apoio total à greve dos jogadores do São Caetano por falta de salários

Falta de salários, de direito de imagem e do fundo de garantia são problemas que afligem os jogadores desde maio

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 23 (AFI) - A SAFESP - Sindicato dos Atletas Profissionais do Estado de São Paulo - emitiu nota oficial, apoiando integralmente a posição dos jogadores do São Caetano que decidiram não entrar em campo, neste sábado, diante do Pelotas, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro da Série D.

ACOMPANHE TODA A CRISE DO SÃO CAETANO. CLIQUE AQUI !

A entidade tem acompanhado, segundo sua direção, as reivindicações dos atletas do clube, que há muito tempo estão sendo colocados de lado pela direção do clube. Direção, aliás, que não se identifica e, que, muitas vezes, se esconde atrás de pseudo-investidores que nunca aparecem ou são apresentados à imprensa.

A SAFESP, segundo nota, reforça que a greve dos jogadores é uma atitude extrema, porém, necessária, diante da falta de respeito do clube com seus trabalhadores.

Nota oficial da SAFESP

Os atletas profissionais de futebol da ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA SÃO CAETANO formalizaram nesta sexta-feira (23 de outubro), junto a este sindicato, denúncia contra o clube empregador por atraso de salários, direito de imagem e FGTS. Segundo o relato, os problemas acontecem desde maio de 2020.
Com base no artigo 9º da Constituição Federal (CF) e no artigo 32 da Lei n.º 9.615/98 (Lei Pelé), abaixo transcritos, e com o pedido devidamente oficializado pelos jogadores, o SINDICATO DE ATLETAS PROFISSIONAIS DO ESTADO DE SÃO PAULO decreta paralisação das atividades a partir de hoje, 23 de outubro de 2020.
Desta forma, os trabalhadores cruzam os braços e não entrarão em campo na partida contra o Esporte Clube Pelotas, agendada para amanhã, 18h, no Estádio Anacleto Campanella, válida pela 9º rodada da Série D Campeonato Brasileiro.
A CBF (Confederação Brasileira de Futebol), o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) e Delegacia do Trabalho já foram comunicados da decisão do elenco. CLIQUE E LEIA O OFÍCIO.
Importante esclarecer que a greve é um dispositivo extremo e que só é utilizado quando são esgotadas as negociações entre as partes. A notificação prévia é fundamental para que os trabalhadores não sofram qualquer tipo de punição desportiva.
O Sindicato de Atletas São Paulo reforça seu compromisso com a defesa da categoria, principalmente contra atrasos salariais e seguirá negociando e amparando os atletas até que os problemas sejam solucionados.
Conforme vem sendo alertado há alguns anos por esta diretoria, os casos de W.O. em campeonatos estaduais e nacionais estão cada vez mais frequentes, se tornando a tônica da administração ineficiente de grande parte das agremiações.
ARTIGOS
“Art. 9º. Art. 9º É assegurado o direito de greve, competindo aos trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender.”
“Art. 32. É lícito ao atleta profissional recusar competir por entidade de prática desportiva quando seus salários, no todo ou em parte, estiverem atrasados em dois ou mais meses.”
A diretoria
Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo