Ex-volante do Avaí 'se desdobra' com a família para manter rotina de treinos

Judson conta com ajuda da esposa e das duas filhas no trabalho home office

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 09 (AFI) - Impossibilitado de utilizar as instalações do San Jose Earthquakes, Judson tem buscado alternativas para manter a forma física neste período de quarentena.

Em casa, o volante segue o cronograma de treinos passado pela comissão técnica do clube norte-americano. Para isso, conta com uma ajuda especial: sua esposa, Ehrycka, e suas filhas, Thauany e Anny, o auxiliam a realizar os exercícios.

“Busco treinar todos os dias seguindo o plano de treinos prescrito pelos preparadores físicos do clube. Tenho feito o trabalho de prevenção em casa e o trabalho de corrida em volta do meu condomínio", comentou Judson.

Judson em ação pelo San Jose Earthquakes - Divulgação / San Jose Earthquakes
Judson em ação pelo San Jose Earthquakes
"Minha esposa tem me dado um suporte para realizar as atividades, principalmente com bola. Tem sido bem divertido ter a participação dela e das minhas filhas no trabalho diário", conta o jogador, de 26 anos, que no Brasil atuou por Avaí e América de Natal.

EXTERIOR

Nos Estados Unidos, assim como no restante do mundo, o futebol segue parado devido à pandemia do novo coronavírus.

A Major League Soccer, principal liga de futebol do país norte-americano, foi suspensa no dia 12 de março.

Segundo Judson, no San Jose Earthquakes desde a última temporada, a vontade de retornar aos gramados é grande, mas o momento exige paciência.

"Claro que ficamos chateados em não poder fazer aquilo que amamos. Porém, precisamos ser pacientes neste momento. Temos que prezar pela vida e espero que todos fiquem bem", torce.

"Aqui em casa nós temos tomado todos os cuidados de higiene e distanciamento social. Tenho certeza que, se cada um fizer a sua parte, em breve venceremos esta luta", finalizou o jogador.