Conselho Deliberativo da Ponte abre portas à mudança para clube empresa

O Conselho também aprovou adequação orçamentária para 2020, de R$ 49 milhões

Publicado em .

O Conselho também aprovou adequação orçamentária para 2020, de R$ 49 milhões

Campinas, SP, 25 (AFI) - Em reunião realizada na manhã deste sábado, no Salão Nobre do Estádio Moisés Lucarelli, o Conselho Deliberativo da Ponte Preta debateu, pela primeira vez de forma oficial, a chance de mudança para o formato de clube-empresa, perfil já adotado por alguns rivais de São Paulo.

A maioria dos dirigentes se manifestou e deixou evidente que enxerga como positiva a proposta de troca do atual modelo de associação civil sem fins lucrativos para o de sociedade anônima do futebol.

De acordo com Tagino Alves dos Santos, presidente do Conselho, os conselheiros pontepretanos já demonstraram, na reunião de hoje, não ter interesse no modelo adotado na fusão entre Bragantino e Red Bull.

O cartola ainda pontuou que, independentemente da opção futura a ser adotada, deve garantir que o clube terá preservado seu brasão, cores, hino e mascotes.

Conselho Deliberativo se reuniu neste sábado
Conselho Deliberativo se reuniu neste sábado
Além disso, também ficou claro que será necessário aguardar e observar atentamente o que dirá a lei a ser aprovada a respeito do tema.

"Ficou bem claro que os conselheiros veem com bons olhos esta possibilidade. Porém, trata-se de um início de discussão, até porque ainda há projetos de lei não votados correndo em Brasília sobre este tema. Há que se debater o modelo que a Ponte Preta entenderá como o melhor para as pretensões dela”, explicou Tagino.

Orçamento adequado
O Conselho também aprovou nesta manhã, por unanimidade, a adequação do orçamento de 2020 que já estava prevista para ocorrer desde novembro do ano passado. Isso porque, na ocasião, o conselho aprovou a peça elaborada pela diretoria anterior (encabeçada pelo ex-presidente José Armando Abdalla) que havia sido planejada considerando-se um acesso para a série A, o que não ocorreu.

Desta forma, a atual diretoria executiva apresentou uma adequação do valor anterior, de R$ 64 milhões, para um valor de R$ 49 milhões para o ano de 2020. Deste total, R$ 28,5 serão destinados totalmente ao Futebol Profissional. Veja abaixo como ficou o orçamento: