UFC: A incrível história de Deivison Figueiredo até chegar ao cinturão

De criador de animais na Ilha de Marajó, de cabeleireiro em Belém até chegar ao título do UFC na Ilha da Luta

Publicado em .

De criador de animais na Ilha de Marajó, de cabeleireiro em Belém até chegar ao título do UFC na Ilha da Luta

Campinas, SP, 19 (AFI) – Ex-criador de animais e búfalos na Ilha de Marajó, ex-cabelereiro em Belém e agora campeão peso mosca do UFC e sob a alcunha de Deus da Guerra. Esta é a história de vida do brasileiro Daiveson Figueiredo, de 32 anos, que na noite de sábado conquistou o cinturão em cima do americano Joseph Benavidez.

Há mais de três anos que o Brasil não tinha um cinturão do UFC no masculino, desde que José Aldo perdeu para o avaiano Max Holloway no peso pena.

“Eu tinha certeza que venceria esta luta. Vim para cá determinado para finalizar ele. Deu certo” – disse Deivison após o combate.

Deivison Figueiredo se emociona com o cinturão
Deivison Figueiredo se emociona com o cinturão

LIÇÕES DA VIDA
Até os 12 anos, Deivison ajuda o pai e o avô a criar animais, como cavalos e búfalos na cidade de Soure, com perto de 30 mil habitantes e distante 80 quilômetros de Belém.

Depois passou a estudar e frequentou a fazenda da família até os 18 anos. Mais tarde, em Belém, enquanto treinava teve que trabalhar para se manter. Se tornou um bom cabeleireiro.

Mas no meio de tanto alegria, uma lembrança triste? a perda do avô há três meses.

"Este título vai para ele, que sempre me incentivou e queria me ver campeão" - afirmou.

UM MASSACRE
Figueiredo já tinha vencido Benavidez há quatro meses atrás, numa luta que não valeu o cinturão porque o brasileiro não bateu o peso. Mas agora ele foi com tudo e fez um massacre na Ilha da Luta, em Abu Dhabi.

O americano, de 35 anos, não suportou a pressão de Figueiredo dede o início. Ele nunca tinha sido derrubado, nem finalizado. Duas marcas que caíram.

Benavidez sofreu três nocautes, levou dois estrangulamentos antes de apagar no octógono 13 segundos antes do término do primeiro round com um novo mata-leão.

BRAZUCA EXPLICA LUTA

DESAFIO A EX-CAMPEÕES
O brasileiro quer aproveitar a grande fase para enfrentar dois ex-campeões. Isso porque o ex-campeão moscas, Henry Cejudo abandonou o título para focar na divisão de cima.

“Queria fazer uma luta em cima, queria resgatar o Cejudo. Acho que está faltando um cara para ele enfrentar e sou eu. Ele já bateu os caras de nome, mas ele ainda tem essa luta para fazer comigo. Se ele topar fazer essa luta na 61 (pesos galos) comigo, eu subo para lutar com ele”, disse em tom de desafio.

O atual campeão dos pesos galos é o russo Petr Yan, que derrotou José Aldo na semana passada.

OUTRO SAIU
Enquanto isso, Demetrious Johnson, primeiro campeão dos moscas e recordista em defesas de título na história do evento, migrou para o One Championship, uma outra empresa ou Liga de MMA.

Figueiredo tem um cartel excelente, com 19 vitória e apenas uma derrota. Esta para Jussier Formiga, em 2019, quando perdeu por unanimidade por decisão dos jurados.

MOMENTOS DA GRANDE LUTA