UFC: Brasileira consegue melhor finalização de 2020 no Card Principal na Ilha da Luta

No Card de sábado foram quatro derrotas e apenas a vitória de uma brasileira num duelo contra outra compatriota

Publicado em .

No Card de sábado foram quatro derrotas e apenas a vitória de uma brasileira num duelo contra outra compatriota.

Campinas, SP, 19 (AFI) – Fora a excepcional atuação de Deivison Figueiredo na conquista do cinturão dos pesos Mosca do UFC, a atuação dos brasileiros na Ilha da Luta, em Abu Dhabi, sábado à noite, foi bastante ruim. Foram quatro derrotas e apenas a vitória de uma brasileira num duelo contra outra compatriota.

CARD PRINCIPAL

A única vitória no Card Principal foi de Ariane Lipski (Peso Mosca) que bateu a também brazuca Luanda Dread por finalização a 1m28s do primeiro round.

Melhor finalização de 2020 para Ariane
Melhor finalização de 2020 para Ariane

E foi uma finalização sensacional, quando ela pegou o joelho da adversária.

O golpe causou espanto para os especialistas e a finalização é considerada a melhor do ano.

Ela ganhou o bônus da noite, uma premiação especial do UFC de 50 mil dólares.

PERDA POR PONTOS
Antes dela, abrindo o Card Principal, Alexande Pantoja, peso mosca, perdeu para Askar Askarov por decisão unânime – triplo 29-28.

CARD PRELIMINAR
Na sua estreia do UFC o peso pesado Carlos Boi mostrou inexperiência e perdeu para o russo por decisão majoritária (29-27, 29-27 e 28-28). O brasileiro vinha de oito vitórias e estava invicto. Tem potencial.

FINALIZAÇÃO E EXPLICAÇÃO

Arman Tsarukyan teve maior movimentação e foi superior nos três rounds contra Davi Ramos para sair vitorioso por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28), pelo peso-leve (até 70kg). Foi sua segunda derrota seguida.

NOCAUTE SURPRESA
Uma das surpresas da noite foi a derrota de Kelvin Gastelum, número oito da categoria, e que sofreu sua terceira derrota seguida. Ele perdeu para Jack Hermansson,no primeiro round, com uma chave de perna.

CARD PRINCIPAL
Deivison Figueiredo venceu Joseph Benavidez por finalização aos 4m481 do R1
Jack Hermansson venceu Kelvin Gastelum por finalização a 1m18s do R1
Rafael Fiziev venceu Mark Diakiese por decisão unânime (30-27, 29-28 e 28-28)
Ariane Lipski venceu Luana Dread por finalização a 1m28s R1
Askar Askarov venceu Alexandre Pantoja por decisão unânime (triplo 29-28)

Carlos Boi, à esquerda, perde invencibilidade
Carlos Boi, à esquerda, perde invencibilidade

CARD PRELIMINAR
Roman Dolidze venceu Khadis Ibragimov por nocaute técnico aos 4m15s do R1
Grant Dawson venceu Nad Narimani por decisão unânime (30-26, 30-27 e 29-27)
Joel Alvarez venceu Joe Duffy por finalização aos 2m25s do R1
Brett Johns venceu Montel Jackson por decisão unânime (triplo 29-28)
Amir Albazi venceu Malcolm Gordon por finalização aos 4m42s do R1
Arman Tsarukyan venceu Davi Ramos por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Sergey Spivak venceu Carlos Boi por decisão majoritária (29-27, 29-27 e 28-28)